11:32 22 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo insólito
    URL curta
    4212
    Nos siga no

    Incoerência de certas decisões das autoridades norte-americanas surpreende. Enquanto residentes do estado norte-americano do Texas podem legalmente comprar armas de fogo, funcionários do aeroporto de Houston confiscam obras de arte contemporânea, baseadas em fuzis Kalashnikov.

    As obras do artista britânico e ex-combatante, Bran Symondson, deviam ser exibidas em Austin, capital do estado do Texas.

     

     

    "É irônico admitir que a lei norte-americana permita aos cidadãos comprar armas que na teoria podem ser utilizadas para criar obras artísticas ou contra um alvo <…> mas não autorizam as minhas obras inofensivas de entrar no país", declarou o artista segundo o jornal britânico The Independent.

     

     

    "Spoils of War" (Presas da guerra), uma arma coberta com notas de dólar, "Beat of Wings" (Ritmo das asas) ou "Virtue of the Vicious" (Virtude dos Viciosos), fuzis cobertos com borboletas – são as peças de arte que chamaram a atenção das autoridades da alfândega do Texas.

    A galeria de arte contemporânea de Londres, Maddox, confirmou em comunicado que as obras passaram pelo serviço alfandegário dos Estados Unidos e não foram devolvidas.

    A mesma galeria provocou indignação das autoridades norte-americanas depois que expôs um retrato de Donald Trump nu "Make America Great Again" (Fazer a América Grande Novamente) do artista Illma Gore.

    No dia 1 de agosto, entrou em vigor a nova lei norte-americana que autoriza o porte de armas de fogo em território universitário. Desde então, estudantes com mais de 21 anos de idade são autorizados de andarem armados (com exceção nos estádios e laboratórios químicos) caso as armas estejam cobertas.

    Mais:

    Três policiais morreram em tiroteio na Louisiana nos EUA
    Americano atira contra adolescentes por jogarem Pokémon Go
    Casa Branca: Obama voltará mais cedo da viagem à Espanha para visitar Dallas
    Tags:
    artista, alfândega, pinturas, Kalashnikov, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar