20:14 18 Junho 2018
Ouvir Rádio
    Jogadores do jogo da realidade aumentada Pokémon GO entraram em campos minados para pegar pokémones na Bósnia e Herzegovina

    Pokémon No-Go: jogadores arriscam a vida em campos de minas na Bósnia

    © AP Photo / Amel Emric
    Mundo insólito
    URL curta
    A loucura do Pokémon GO (21)
    103

    Na terça-feira (19) jogadores do jogo da realidade aumentada Pokémon GO entraram em campos minados para pegar pokémones na Bósnia e Herzegovina, pondo em perigo as suas vidas, anunciou a bósnia ONG “Posavina sem minas”.

    “Hoje recebemos informações sobre casos em que usuários do aplicativo Android Pokémon GO entraram em territórios duvidosos e arriscados para encontrar pokémones. Nós pedimos a todos os cidadãos que não o façam, e em vez disso cumpram todos os sinais de alerta de minas estabelecidos e não entrem em áreas que não estão conhecidas” – manifesta a mensagem da ONG.

    Especialistas alertam que o jogo pode realmente causar ferimentos ou levar a assaltos no mundo real. Vários bancos russos começaram a oferecer seguros de saúde para os jogadores de Pokémon GO.

    O Centro Bósnio Contra Minas estimou que aproximadamente 1.145 quilômetros quadrados, ou 2,3% do país, é considerado perigoso, por conter minas, munições de fragmentação e outros explosivos deixados desde o conflito bósnio de 1992-1995. Este, segundo os dados oficiais, ameaça diretamente a segurança de 545.000 cidadãos ou 15% da população bósnia.

    Tema:
    A loucura do Pokémon GO (21)

    Mais:

    A moda mudou: agora é legal desprezar o Pokémon GO
    Pokémon Go Soviético: como seria o game do momento com personagens de cartoons da URSS
    Será que Pokémon GO é uma arma dos terroristas?
    Tags:
    campo minado, Pokémon Go, Bósnia e Herzegovina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik