15:27 26 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo insólito
    URL curta
    124
    Nos siga no

    O Conselho Escocês das Comunidades Judaicas declarou que este concurso de beleza é "totalmente desprezível".

    O Conselho julga que isto não é muito surpreendente, porque a competição para coroar "Miss Hitler 2016" foi realizada por um grupo de supremacia branca, que acreditam que eles são algum tipo de movimento de neonazistas jovens.

    Segundo a opinião do Conselho escocês, eles representam realmente um bando de idiotas sem qualquer ideia, que apoiam o movimento de extrema-direita English Defense League, somente porque não têm mais nada para fazer.

    "Organizámos esta competição para dar às nossas meninas uma oportunidade de expressar suas crenças e partilhar suas motivações para o alargamento do nacional-socialismo. Nós não fomos desapontados", relatam os organizadores.

    Eles podem não ter ficado desapontados, mas a maioria das pessoas ficou decepcionada, porque a mulher Miss Hitler 2016, depois de coroação, apareceu no site da ação com uma parte do seu rosto coberta.

    Sem entrar em detalhas, para evitar a difusão de antissemitismo e neonazismo dos grupos de extrema-direita, o presidente do Conselho Escocês das Comunidades Judaicas disse à Sputnik que esta competição é "totalmente desprezível".

    “O assassinato de 6 milhões de judeus e 5 milhões de outras pessoas não é uma matéria divertida. Junto com a atividade da Ação Nacional, isto foi feito para cometer um crime intencional e isso é completamente criticável.

    O porta-voz do Conselho de Deputados dos Judeus Britânicos também condenou o grupo. "A mais terrível competição de beleza que foi já realizada".

    Mais:

    Dono de pug nazista é detido na Escócia (VÍDEO)
    Coreia do Norte compara sanções dos EUA ao bloqueio nazista de Leningrado
    AI da Microsoft vira monstro pornô nazista em menos de 24h
    Tags:
    Europa, Escócia, Adolf Hitler, nazismo, nazistas, judeus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar