06:40 15 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Mundo insólito
    URL curta
    0 01
    Nos siga no

    Decote em vez do atestado – é com essa iniciativa que iniciou sua campanha o partido político Die Partei na cidade de Tubinga, onde existe uma das mais antigas universidades da Alemanha.

    Moritz Hahn, o representante do partido “Partido” (Die Partei, em alemão) conta os objetivos da ação e o que será necessário o homem trazer em vez do atestado.

    Sputnik: Quais são os seus resultados nas eleições para o conselho estudantil na cidade de Tubinga?

    Moritz Hahn: Obtivemos seis por cento. Isto é um por cento mais que o nosso resultado do ano passado. Dessa forma nós recebemos mais um lugar no conselho estudantil. Quem vai ocupar esse lugar sou eu.

    S: Seis por cento, o FDP (um partido que não passou ao Bundestag devido à margem de cinco por cento) até pode sonhar com esse resultado.

    MH: Sim, sim… Sem qualquer modéstia: nesse sentido superamos até a direção federal do nosso partido.

    S: Quais são as causas do seu sucesso?

    MH: Creio que os eleitores – esses brutamontes que votam – finalmente entenderam que nós somos muito bons. Além disso, claro que realizaamos alguns eventos de prestígio.  Participamos da discussão social e provamos que somos a melhor turma da nossa universidade. Durante esta apresentação eu estava no palco e bebia cerveja. Os eleitores gostaram disso. Claro que os nossos eleitores gostaram dos nossos panfletos, que nós distribuíamos na cantina e na rua.

    S: Você quer dizer “decote profundo em vez do Exame Unificado”?

    MH: Sim, é isso mesmo.

    S: Mas os estudantes de Tubinga discutiam isso ou simplesmente reagiram a isso de maneira positiva?

    MH: Em geral, fomos recebidos positivamente. Por toda a parte nos acusavam de sexismo. Além disso, ocorreu uma confusão: alguém pensava que o homem no panfleto era eu, pois lá está indicado o meu nome.

    S: Quem exatamente os acusava de sexismo?

    MH: Alguém na rua disse: “Você quer mostrar as tetas, só isso. Isso é sexismo.” Mas essa não era a nossa intenção. Queríamos mostrar que não sou só eu que consto das listas, mas outras pessoas também, como a Marie, que pode ser vista no panfleto.

    S: Essa Marie talvez fosse conhecida em Tubinga e agora vão conhecê-la ainda mais? Como é que ela se tem sentido desde que apareceu no panfleto?

    MH: Por agora a reação do público é excepcionalmente boa.

    S: Está planejando ações semelhantes? Ou os seis por cento e um lugar é o suficiente para Você?

    MH: Vamos acompanhar a situação. De qualquer maneira, as próximas eleições estão programadas para o ano que vem. Não faz sentido realizar uma campanha publicitária entre eleições. A taxa de 10-15 por cento nas eleições indica que os eleitores querem ser deixados em paz. Por isso a próxima grande campanha está planejada para o próximo ano. Mas tentaremos fazer algo parecido.

    S: Nós, na redação, pensamos o que mais vocês poderiam fazer. E pensamos em algo: "É melhor ter um peito másculo e forte do que assistir a um seminário aborrecido”, “É melhor ter coxas e nádegas do que se cansar na biblioteca"… Algo nesse estilo serve para Você?

    MH: Vamos ver o que inventaremos no ano que vem. Também precisamos ver quais os temas da nossa campanha pré-eleitoral que realmente pusemos em prática. Todas as vezes tentamos inventar uma campanha original. A cópia daquilo que já foi feito não é muito original.

    S: Quais de suas promessas Você quer realizar neste ano?

    MH: O nosso objetivo prioritário é o aumento do nível de competência no conselho estudantil. Agora estou no conselho estudantil. Isso indica que o nível de competência deste órgão já aumentou. Além disso, queremos fazer com que o treinamento militar faça parte do programa esportivo da universidade, para torná-lo obrigatório para todos no longo prazo, como na Coreia do Norte. Gostaríamos também que o conselho estudantil conceda a cada estudante um unicórnio jovem.

    S: E tem unicórnios?

    MH: Tem na Internet.

    S: Quais são as suas principais competências? Como Você poderá contribuir para a atividade do conselho estudantil?

    MH: Sendo que nós defendemos a introdução do treinamento militar, quero ser membro do grupo de trabalho “Esporte”. Gostaríamos de mudar o nome deste grupo de trabalho para “Esporte e armamento”. Além disso, pretendo trabalhar no grupo de trabalho “Finanças”, pois lá se vê uma grande falta de competência, como descobrimos durante a discussão pública. Acredito que também poderei trabalhar no grupo de trabalho “Rap”. Quanto ao resto, vamos ver.

    S: O que, na sua opinião, significa treinamento militar?

    MH: Antes de mais nada, isso é preparação física. O uso de armas aqui não é obrigatório. O principal objetivo é a saúde física da juventude de hoje. Como preparação para o serviço com armas na mão.

    S: Como está a situação da lista? Está presente em cada universidade?

    MH: Existe uma lista federal que contem cerca de 50 grupos universitários. Alguns deles são os chamados “grupos partidários universitários”.

    S: Têm liberdade para escolher o nome?

    MH: Nós, no “Partido”, somos muito livres. A coisa principal para nós é não termos uma opinião única, mas vestirmos a mesma camisa.

    S: Quando foram divulgados os resultados?

    MH: Os resultados preliminares foram anunciados na sexta-feira. O resultado oficial será publicado amanhã ou depois do amanhã.

    S: Uma pergunta importante: como Você vai celebrar este evento?

    MH: Com cerveja!

    S: Você fará isso sozinho? Ou com colegas?

    MH: Na lista constavam 20 pessoas. Eu celebrei minha vitória na sexta-feira com algumas pessoas favoritas.

    Mais:

    Chile terá ensino superior parcialmente gratuito
    “Há terrível déficit em matemática e português” no ensino brasileiro
    AO VIVO: Alckmin fala sobre suspensão da reestruturação do ensino em São Paulo
    Tags:
    Die Partei, partido, política, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar