09:06 29 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo insólito
    URL curta
    102
    Nos siga no

    O site Não Salvo publicou recentemente um vídeo no qual o pastor de uma igreja opera um suposto milagre no braço de um dos fiéis, que, aparentemente, tinha problemas de atrofiamento. A veracidade da cura não pôde ser confirmada, mas a ação, mais uma entre tantas outras, reacende a polêmica dos milagres, principalmente cristãos, no Brasil.

    De 25 a 31 de julho, acontece em Cracóvia, na Polônia, a XXXI Jornada Mundial da Juventude, cujo tema se insere no contexto do Ano da Misericórdia, que também contará, em setembro, com a canonização da beata Teresa de Calcutá, responsável por curar uma mulher indiana de um tumor no abdômen e um homem brasileiro que se encontrava em fase terminal por graves problemas cerebrais, segundo a Santa Sé. 

    Para o Vaticano, um milagre só pode ser confirmado após uma investigação cuidadosa de especialistas da Igreja Católica, devendo obedecer a uma série de critérios, mesmo que se trate de pontífices, como João Paulo II ou João XXIII. Para o YouTube, no entanto, os critérios são diferentes.

    Só no canal do Pastor José Luiz, o mesmo que aparece curando o braço atrofiado de um fiel, é possível encontrar diversas imagens de curas e milagres, incluindo um caso de câncer na garganta. 

    Em outro vídeo, de outra igreja, religiosos afirmam ter curado, através de Deus, outro caso de câncer, dessa vez na cabeça.

     

    Procurando mais, fica evidente que os milagres não são raros, segundo fiéis, sacerdotes e até políticos.

    Se os milagres são reais ou não, só os envolvidos e Deus poderão dizer. 

    Tags:
    milagre, igreja, Jornada Mundial da Juventude, Igreja Católica, YouTube, João XXIII, Papa João Paulo II, Polônia, Cracóvia, Vaticano, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar