23:23 22 Abril 2019
Ouvir Rádio
    Dólar norte-americano

    Mulher na Colômbia condenada a 22 anos de prisão por vender virgindade

    © AFP 2019 / TED ALJIBE TED ALJIBE
    Mundo insólito
    URL curta
    462

    Uma mulher colombiana que vendeu a virgindade da sua filha por menos de 100 dólares foi condenada a 22 anos de prisão.

    A informação sobre a condenação por um tribunal de Bogotá foi divulgada por fontes judiciais locais.

    A sentença por ajuda à prostituição e por escravidão sexual foi decretada pelo Tribunal Municipal Penal 35 de Bogotá contra Margarita de Jesús Zapata, informou a Procuradoria no comunicado oficial para a mídia.

    A mulher vendeu a virgindade da sua filha de somente 12 anos de idade por 300 milhares de pesos (aproximadamente 98 dólares). O ano em que ocorreu o crime não foi especificado.

    ​A denúncia do ato teria partido da própria filha, que engravidou na sequência da “venda”. De acordo com a agência EFE, a sentença prevê também o pagamento de 72 milhões de pesos (24 mil dólares) à jovem como “indenização pelo dano causado”.

    O homem que comprou a virgindade, Tito Cornelio Daza, foi igualmente sentenciado a 12 anos de prisão. 

    A investigação também divulgou que a mulher condenada também forçava outras jovens à escravidão sexual, duas das quais eram suas filhas também.

    A mulher tem 13 filhas e um filho, e só a menina mais nova (em 2013 ela tinha 9 anos de idade) escapou ao abuso sexual, divulgou a polícia colombiana.

    Mais:

    Escravidão moderna: Como parentes e voluntários salvam reféns do EI? (Exclusiva)
    Tags:
    prisão, escrava sexual, Colômbia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar