05:51 30 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    COVID-19 no mundo em meados de junho de 2021 (15)
    0 215
    Nos siga no

    Após preocupações deixadas pela cepa britânica do novo coronavírus, a Organização Mundial da Saúde falou da expansão da cepa indiana, que é 60% mais contagiosa.

    A variante Delta do coronavírus está se disseminando rapidamente no mundo, disse na sexta-feira (18) Soumya Swaminathan, pesquisadora sênior da Organização Mundial da Saúde (OMS), citada pela agência britânica Reuters.

    "A variante Delta está a caminho de se tornar a variante dominante globalmente devido a sua acrescida transmissibilidade", relatou Swaminathan em uma coletiva de imprensa.

    A OMS expressou sua preocupação com a África, com países como Namíbia, Serra Leoa, Libéria e Ruanda duplicando novos casos na última semana, ao mesmo tempo que as taxas de imunização seguem baixas.

    "É uma trajetória que é muito, muito preocupante. A realidade brutal é que, em uma era de múltiplas variantes com maior transmissibilidade, deixamos vastas faixas da população, a população vulnerável da África, desprotegida pelas vacinas", comentou Mike Ryan, diretor do programa de emergências da OMS.

    O Reino Unido tem relatado um aumento de infecções, impulsionado pela cepa indiana, o mesmo acontecendo em Portugal, na Área Metropolitana de Lisboa, levando a um aumento de restrições em ambos os países.

    A capital da Rússia, Moscou, também tem registrado altos números de infecções devido à variante Delta, enquanto as autoridades de saúde na Alemanha previram que ela se tornaria dominante no país, apesar do aumento na taxa de vacinação.

    Identificada pela primeira vez na Índia, a variante Delta é 60% mais transmissível do que a variante Alfa, detectada inicialmente no Reino Unido.

    Tema:
    COVID-19 no mundo em meados de junho de 2021 (15)

    Mais:

    OMS diz que só vacinas não ajudam e que Brasil precisa seguir medidas de proteção
    OMS diz que variante indiana da COVID-19 está presente em 44 países
    OMS alerta: 'A situação da Índia pode se repetir em qualquer lugar'
    Tags:
    Ruanda, Libéria, Serra Leoa, Namíbia, África, Organização Mundial da Saúde (OMS), Organização Mundial da Saúde, OMS, Reuters, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar