06:59 28 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    1410
    Nos siga no

    O vírus cibernético brasileiro Ghimob, que ataca aplicativos para celular, se espalhou para seis países, alertou em comunicado nesta terça-feira (10) a empresa russa de segurança cibernética Kaspersky Lab.

    "O novo código malicioso Ghimob que hackers usam para espionar suas vítimas apareceu em Paraguai, Peru, Portugal, Alemanha, Angola e Moçambique", informou a Kaspersky no comunicado.

    O vírus engana a vítima por meio de uma mensagem de e-mail quando é aberta no celular, na qual é oferecida ajuda para pagamento de dívidas e exibido um link para ela saber os detalhes. Ao clicar no link, o arquivo malicioso é baixado e infecta o dispositivo móvel. Assim, os cibercriminosos podem realizar,  remotamente, transações fraudulentas.
    Bitcoin, criptomoeda
    © Sputnik / Vladimir Astapkovich
    Bitcoin, criptomoeda

    "O Ghimob pode espionar 153 aplicativos para celular, geralmente de bancos, empresas financeiras e plataformas de criptomoeda", alertaram os analistas da Kaspersky.

    A empresa de segurança aconselha organizações financeiras a rastrear novos malwares, melhorar o processo de autenticação, aplicar tecnologias antifraude e usar análises de ameaças para reduzir a probabilidade de ataques de cavalos de Troia como este.

    Mais:

    Twitter volta a funcionar após falha em vários países no mundo
    Com queda do uso de dinheiro vivo, bancos centrais estudam emitir criptomoedas
    Bitcoin: criptomoeda registra maior transação de todos os tempos
    Kaspersky: Brasil é pioneiro em crimes cibernéticos e já faz ataques na América Latina e na UE
    Tags:
    celular, banco, segurança, vírus, computador, informática
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar