09:48 08 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Migrantes e refugiados resgatados pela ONG Proactiva Open Arms da Espanha, depois à deriva em um bote de borracha no Mar Mediterrâneo, a cerca de 29 quilômetros ao norte de Sabratha, Líbia.

    Refugiados: Brasil sediará reunião do Grupo de Varsóvia em fevereiro, dizem EUA

    © AP Photo / Emilio Morenatti
    Mundo
    URL curta
    10110
    Nos siga no

    O Grupo de Trabalho para o Processo de Varsóvia, liderado conjuntamente pelos Estados Unidos e pela Polônia, se reunirá no Brasil em fevereiro para tratar de questões humanitárias e de refugiados, informou o gabinete do porta-voz do Departamento de Estado dos EUA.

    "Os Estados Unidos, a Polônia e o Brasil têm o prazer de anunciar que o grupo de trabalho do Processo de Varsóvia sobre questões humanitárias e refugiados se reunirá em Brasília nos dias 5 e 6 de fevereiro de 2020", afirmou o comunicado divulgado nesta quarta-feira.

    Os participantes das próximas conversas trocarão práticas e experiências em educação e proteção de crianças em respostas humanitárias em crises no Oriente Médio, prosseguiu o comunicado.

    Durante uma cúpula sobre o Oriente Médio em fevereiro, organizada pelos Estados Unidos e Polônia e com a presença de delegados de mais de 60 países, os participantes criaram grupos de trabalho especiais encarregados de desenvolver soluções concretas em áreas como contraterrorismo, conter a proliferação de armas e combate às ameaças cibernéticas.

    O Itamaraty ainda não se pronunciou sobre detalhes do encontro.

    Mais:

    Europa pode ter uma nova crise de refugiados maior do que a de 2015, diz ministro alemão
    Criticado por ação na Síria, Erdogan ameaça enviar milhões de refugiados para a Europa
    Cerca de 1.600 refugiados sírios voltam para casa a partir do Líbano e da Jordânia
    Tags:
    Itamaraty, Oriente Médio, questão humanitária, ajuda humanitária, refugiados, Varsóvia, Departamento de Estado dos EUA, Brasil, Polônia, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar