14:04 20 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Presidente Donald Trump encontra seu homólogo ucraniano, Vladimir Zelensky, no hotel InterContinental Barclay em Nova York, Estados Unidos

    Presidente ucraniano prepara visita aos EUA apesar de processo de impeachment

    © AP Photo / Evan Vucci
    Mundo
    URL curta
    111
    Nos siga no

    O presidente da Ucrânia, Vladimir Zelensky, visitará os Estados Unidos apesar do processo de impeachment aberto contra Donald Trump, que pediu ajuda ao ucraniano para investigar o ex-vice-presidente Joe Biden e seu filho. 

    A confirmação de que as preparações para a viagem de Zelensky estão em andamento foram dadas nesta segunda-feira (30) por um assessor do presidente ucraniano, Andrei Ermak. 

    Em julho, o republicano solicitou ao chefe de estado ucraniano para investigar Hunter Biden, filho mais novo do possível candidato democrata nas eleições presidenciais do ano que vem. A transcrição da conversa foi divulgada recentemente pela Casa Branca, após o teor da ligação entre Trump e Zelensky vazar e os democratas pedirem a abertura de impeachment. 

    Encontro durante Assembleia da ONU

    "Atualmente temos uma agenda e objetivos relativos à preparação para uma visita oficial", disse Ermak durante uma entrevista concedida para o canal 1+1 TV. Trump e Zelensky se reuniram na semana passada em Nova York paralelamente à Assembleia Geral da ONU. 

    O presidente americano pediu para seu colega ucraniano verificar a situação envolvendo a demissão do ex-procurador-geral da Ucrânia, que estava investigando a companhia Burisma Group, da qual Hunter fazia parte da diretoria. 

    Segundo os democratas, Trump pediu ajuda externa para prejudicar um adversário político para se favorecer na campanha eleitoral de 2020. O presidente americano nega ter cometido irregularidades. 

    Neste domingo, o líder da Comissão de Inteligência da Câmara Baixa, Adam Schiff, disse que o Congresso dos EUA também quer ter acesso às chamadas telefônicas de Donald Trump com o presidente da Rússia, Vladimir Putin, e outros líderes mundiais, por supostamente ter colocado em perigo a segurança nacional.

    Mais:

    Como um telefonema poderia causar impeachment de Trump e qual seria efeito sobre o Brasil?
    Denunciante de Trump era agente da CIA que trabalhava na Casa Branca, diz jornal
    Maduro: 'Obsessão de Trump conosco é para desviar atenção de impeachment'
    Impeachment nos EUA: enviado para Ucrânia pede demissão após polêmica de Trump
    Tags:
    Vladimir Zelensky, Democratas, republicanos, Crise, presidente, impeachment, Donald Trump, EUA, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar