23:22 15 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Tenista russa Svetlana Kuznetsova durante partida nos Jogos Olímpicos Rio 2016

    EUA negam visto e tenista russa Kuznetsova lamenta: 'esportes estão longe da política'

    © AP Photo / Vadim Ghirda
    Mundo
    URL curta
    7218
    Nos siga no

    A proeminente tenista russa Svetlana Kuznetsova disse à Sputnik acreditar que os esportes eram independentes da política, comentando sobre seus problemas em conseguir um visto para os Estados Unidos.

    "É difícil nomear o motivo. Esta é a primeira vez que enfrento uma situação dessas. Sempre pedi um visto em Moscou e não tive problemas. Desde quando eu tinha 16 anos, sempre participei dos torneios no solo dos EUA. Eu não gostaria de dar nenhuma interpretação. Acredito que os esportes estão longe da política", afirmou Kuznetsova.

    A atleta enfatizou que estava recebendo apoio de sua família e amigos.

    Kuznetsova também disse que enviou notificações à Associação Feminina de Tênis (WTA) e à Associação de Tênis dos Estados Unidos, bem como ao Consulado dos EUA, mas recebeu a mesma resposta: que seu caso estava sendo considerado.
    A atleta acrescentou que não tinha ilusões, mas ressaltou que, após o anúncio desta manhã, recebeu uma mensagem do consulado com uma ligação para trazer seu passaporte.

    Посмотреть эту публикацию в Instagram

    Публикация от Svetlana Kuznetsova/ Кузнецова (@svetlanak27)

    No começo do dia, Kuznetsova disse que perderia o torneio Washington Open, vencido por ela no ano passado, devido a problemas relacionados ao visto. O Departamento de Estado dos EUA recusou-se a comentar a situação, dizendo que as informações sobre vistos eram confidenciais nos Estados Unidos.

    O torneio de tênis Citi Open, em Washington, começa em 27 de julho.

    Departamento de Estado dos EUA alega não poder revelar motivos

    O Departamento de Estado norte-americano informou que não pode discutir detalhes sobre as questões de visto da tenista russa Svetlana Kuznetsova porque os registros são confidenciais sob a lei dos EUA, disse um porta-voz do departamento à Sputnik.

    "Os registros de vistos são confidenciais sob a lei dos EUA; portanto, não podemos discutir os detalhes de casos de vistos individuais", declarou a autoridade do Departamento de Estado.

    Todos os pedidos de visto, acrescentou o funcionário americano, são julgados caso a caso.

    "Não podemos especular sobre se alguém pode ou não ser elegível para um visto. Sempre que um indivíduo solicita um visto dos EUA, o funcionário consular analisa os fatos do caso e determina se o candidato é elegível para aquele visto com base na lei dos EUA", explicou o porta-voz.

    Os Estados Unidos ampliaram significativamente o tempo de processamento de pedidos de visto para cidadãos russos depois que Moscou e Washington trocaram várias rodadas de expulsão de diplomatas e subsequentes cortes de funcionários consulares no ano passado.

    O episódio é mais uma das difíceis relações entre os dois países, as quais não parecem próximas de uma melhora em um futuro próximo.

    Mais:

    Rússia quer acordo para redução de armas, mas aguarda os EUA, afirma Putin
    Inteligência militar dos EUA: Rússia e China são ameaças a curto e longo prazo
    General dos EUA: acordo turco-russo sobre S-400 desencadeou pior crise da OTAN em décadas
    Tags:
    Guerra Fria, retaliação, Departamento de Estado dos EUA, vistos, tênis, esportes, política, relações bilaterais, diplomacia, Washington, Estados Unidos, Rússia, Svetlana Kuznetsova
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar