23:33 17 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Bandeiras do Brasil e do Mercosul (foto de arquivo)

    Após 20 anos de negociações, Mercosul e União Europeia fecham acordo

    © Foto : Eraldo Peres
    Mundo
    URL curta
    81811

    O Mercosul e a União Europeia (UE) finalizaram nesta sexta-feira o acordo comercial bilateral que já vinha sendo negociado há 20 anos, segundo o governo do Brasil e fontes ouvidas por jornais brasileiros.

    De acordo com informações prestadas ao jornal O Estado de S. Paulo pelos ministérios da Economia e da Agricultura, o tratado deve ser anunciado oficialmente pelas partes nas próximas horas. O jornal Folha de S. Paulo também publicou o fechamento do acordo, citando negociadores ligados ao assunto que estão na Europa.

    Minutos depois, o presidente brasileiro Jair Bolsonaro celebrou o acerto no Twitter.

    De acordo com o Estadão, o tratado já vinha sendo discutido há 20 anos e abrange bens, serviços, investimentos e compras governamentais. Na semana passada, técnicos dos dois blocos discutiram alguns detalhes pendentes em uma rodada final de negociações.

    Desde quinta-feira, ministros do Mercosul e da UE vem mantendo reuniões em Bruxelas, a fim de selar o acordo fechado, segundo as publicações, nesta sexta-feira. Representando o Brasil foram enviados o chanceler Ernesto Araújo, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, e o secretário especial de Comércio Exterior do Ministério da Economia, Marcos Troyjo.

    Tão logo anunciado oficialmente, o acordo será o segundo maior tratado comercial fechado pela UE, ficando atrás apenas de um acerto firmado com o Japão, mas para o Mercosul será um marco histórico, tornando-se o maior trunfo do bloco que conta com Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai (a Venezuela encontra-se suspensa do grupo).

    Com o acerto entre sul-americanos e europeus, a maioria dos produtos comercializada entre os dois continentes tenderá a ter tarifa zero, mas detalhes sobre isso ainda deverão ser divulgados. Se na Europa as tarifas cairão mais rapidamente (cotas para produtos agrícolas serão mantidas), no lado do Mercosul isso pode levar até 10 anos para ocorrer.

    As negociações em torno de um acordo bilateral entre os dois blocos começaram em 1999 e chegaram próximas de um acerto cinco anos depois, porém um impasse se instalou em seguida, com resistências dos dois lados, em idas e vindas diplomáticas. Em 2016, a retomada das conversas aqueceu as chances de um acordo final.

    Mais:

    'Ataques' de Bolsonaro contra índios e florestas podem melar acordo entre UE e Mercosul
    Macron alerta Bolsonaro: se Brasil deixar Acordo de Paris, não haverá acerto com Mercosul
    Moeda comum no Mercosul: proposta viável de Bolsonaro ou apenas anúncio bombástico?
    Tags:
    relações bilaterais, diplomacia, G20, Tereza Cristina, Marcos Troyjo, Ernesto Araújo, economia, comércio, Bruxelas, Europa, Uruguai, Paraguai, Argentina, Brasil, União Europeia, Mercosul
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar