02:16 18 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Narendra Modi, primeiro-ministro da Índia, Xi Jinping, presidente da China, e Vladimir Putin, presidente da Rússia

    Estariam Rússia, China e Índia preparando resposta conjunta aos EUA?

    © Sputnik / Serviço de Imprensa da Presidência da Rússia
    Mundo
    URL curta
    19561

    O primeiro-ministro da Índia Narendra Modi propôs ao presidente russo Vladimir Putin realizar uma reunião trilateral entre a Rússia, China e Índia no âmbito da cúpula do G20 e manter contatos em outras plataformas.

    Dois especialistas consultados pela Sputnik China analisaram o significado desta proposta.

    De acordo com Igor Shatrov, vice-diretor do Instituto para o Desenvolvimento da Ideologia Moderna, trata-se de um "importante evento político".

    "É um gesto que reflete a proximidade das posições de três grandes países: Rússia, China e Índia. A vontade de expressá-la ocorre em um contexto de colapso do sistema de interação internacional, não só político como também econômico" opinou Shatrov.

    O especialista também disse que as guerras comerciais iniciadas pelos EUA prejudicam gravemente o sistema de relações econômicas internacionais.

    "A reunião trilateral pode ser considerada como uma mensagem que os três países querem enviar ao resto dos participantes do G20".

    Shatrov considera positivo que a Rússia, China e Índia discutam a política de pressão dos EUA, e possivelmente elaborem uma resposta conjunta às ações estadunidenses. Os três parceiros necessitam de apoio mútuo, adicionou o especialista.

    Para além disso, de acordo com o analista, os países poderiam discutir a questão da reorientação dos fluxos comerciais para resolver os problemas econômicos que surgem devido ao protecionismo dos EUA.

    Por sua vez, Wu Enyuan, especialista da Academia de Ciências Sociais da China, salientou que a cúpula dos três países será um "grande evento mundial".

    "Estas três grandes potências podem unir-se e discutir temas como o BRICS ou a Organização para a Cooperação de Xangai (OCX), promovendo a segurança regional e preservando a paz mundial", destacou Wu Enyuan.

    Devido a todo o seu potencial econômico, enorme população e localização geográfica próxima, a China, a Índia e a Rússia desempenham um papel estabilizador na política mundial, afirmou o analista chinês, adicionando que a cúpula permitira também aos três países solucionar determinados problemas entre si através do diálogo.

    Mais:

    Estados Unidos se preparam para guerra simultânea contra Rússia e China?
    China insta a Rússia a aumentar utilização de moeda local em trocas comerciais
    Índia prioriza acordos nuclear, espacial e tecnológico com a Rússia, diz embaixador
    Tags:
    Cúpula do G20, resposta, China, Índia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar