09:44 18 Junho 2019
Ouvir Rádio
    Sergei Ryabkov, vice-ministro das relações exteriores da Rússia (arquivo)

    Rússia alerta enviado dos EUA sobre proteção de interesses de Moscou na Venezuela

    © Sputnik / Valery Melnikov
    Mundo
    URL curta
    19291

    A diplomacia russa disse em encontro com o enviado norte-americano Eliott Abrams, nesta terça-feira, que os interesses de Moscou na Venezuela, incluindo a segurança dos cidadãos russos que vivem no país sul-americano, devem ser protegidos em qualquer circunstância, segundo afirmou o vice-chanceler da Rússia, Sergei Ryabkov.

    "Ressaltamos que, em qualquer cenário, os interesses russos na Venezuela devem ser protegidos. Isso diz respeito à segurança dos cidadãos russos que estão lá, bem como a outras formas de presença. Acreditamos que Washington ouviu a mensagem", disse Ryabkov em coletiva de imprensa na cidade de Roma, na Itália, onde diplomatas de EUA e Rússia se reuniram para discutir a crise venezuelana. 

    De acordo com o vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Moscou segue sem reconhecer a legitimidade do autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, e pede que todas as partes envolvidas em disputas tentem resolver suas questões através de um diálogo nacional, sem pressões externas.

    "Nicolás Maduro, que assumiu o poder como resultado de eleições transparentes legítimas, que foram observadas por monitores internacionais, é o único presidente legítimo da Venezuela do ponto de vista russo. No que diz respeito à Assembleia Nacional, o seu líder, Juan Guaidó, que se proclamou presidente interino da Venezuela, não tem o nosso reconhecimento."

    Mais:

    Trump elogia esforços brasileiros na Venezuela e destaca acordo sobre Alcântara
    EUA impõem novas sanções contra Venezuela
    Rússia enviará outro pacote de ajuda técnica à Venezuela
    Venezuela redireciona exportações de petróleo dos EUA para a Ásia
    Tags:
    Juan Guaidó, Elliott Abrams, Nicolás Maduro, Sergei Ryabkov, Washington, Moscou, Itália, Roma, Venezuela, eua, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar