17:39 26 Março 2019
Ouvir Rádio
    Vladimir Putin e Xi Jinping durante um encontro no Kremlin

    Mídia: aliança entre China e Rússia é 'pesadelo' para EUA

    © Sputnik / agência host
    Mundo
    URL curta
    16441

    A maior ameaça para os Estados Unidos é a cooperação cada vez mais forte entre a Rússia e a China. Tal união pode se tornar um verdadeiro "pesadelo americano", avisam especialistas do Centro de Interesses Nacionais.

    De acordo com os especialistas, citados pela revista The National Interest, Washington comete um erro gravíssimo ao subestimar a cooperação cada vez mais estreita entre Moscou e Pequim. Nota-se também que os Estados Unidos perderam sua posição de vantagem que tinham na segunda metade da Guerra Fria, quando suas relações individuais com a URSS e com a China eram significativamente melhores do que entre Moscou e Pequim.

    No entanto, os analistas enfatizam que, apesar de haver boas relações entre a Rússia e a China, no momento não se trata de qualquer aliança oficial entre os dois países. Segundo destacam os especialistas estadunidenses, Pequim continua preocupada que uma aliança com Moscou possa enfraquecer bastante a cooperação econômica com Washington.

    Por outro lado, a China tem uma motivação extremamente positiva para aprofundar a cooperação econômica com a Rússia, mas não tomará medidas para proteger Moscou da pressão do Ocidente como, por exemplo, mudar completamente para transações financeiras em moedas nacionais.

    A edição lembra as palavras do embaixador chinês nos Estados Unidos, Cui Tiankai, que disse que é mais vantajoso para a China trabalhar com a Rússia e outros países a fim de acelerar a criação de um mundo multipolar, em vez de estar constantemente com Moscou em um conflito bipolar com Washington.

    Nota-se que durante um longo período de tempo os analistas americanos consideraram com ceticismo a possibilidade de haver uma cooperação profunda entre a Rússia e a China. No entanto, os Estados Unidos adotaram inconscientemente medidas que apenas têm aproximado Moscou e Pequim. Como responder a tal reaproximação é agora uma "questão complicadíssima" para Washington, escreve a revista.

    Mais:

    Famosa universidade dos EUA introduz curso de 'guerra híbrida russa'
    Índia ultrapassará os EUA como 2ª economia mais poderosa do mundo, diz relatório
    Armamento oculto? China apresenta base secreta subterrânea (VÍDEO)
    Tags:
    pesadelo, aliança, cooperação econômica, The National Interest, China, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar