02:50 20 Janeiro 2019
Ouvir Rádio
    Presidente francês, Emmanuel Macron, apertando a mão do presidente russo, Vladimir Putin, no Palácio de Versalhes (foto de arquivo)

    Macron diz a Putin que coalizão internacional manterá operação contraterrorista na Síria

    © REUTERS / Philippe Wojazer
    Mundo
    URL curta
    5411

    O presidente da França, Emmanuel Macron, disse em conversa telefônica com o presidente russo, Vladimir Putin, que a luta do seu país contra o terrorismo na Síria ainda não acabou e seguirá dentro dos parâmetros da coalizão internacional, apesar da retirada das forças dos Estados Unidos.

    "O presidente da República lembrou que a prioridade da França na Síria é a luta contra o terrorismo, a fim de erradicar o Daesh e combater qualquer ressurgimento do terrorismo na região. Essa luta não acabou e continua no terreno como parte da coalizão internacional. Ele enfatizou a necessidade de evitar qualquer nova desestabilização que possa servir aos terroristas. Ele também enfatizou a necessidade de reconhecer os direitos das populações locais e garantir que as forças aliadas da coalizão, incluindo curdas, sejam preservadas, dado seu compromisso contínuo com a luta contra o terrorismo islâmico", disse em nota o serviço de imprensa do Palácio do Eliseu

    ​"Conversa telefônica com o Presidente da França, Emmanuel Macron: a formação do Comitê Constitucional na Síria, a situação na Ucrânia." 

    Segundo a assessoria da presidência russa, os dois chefes de Estado examinaram em detalhes o processo de solução política para a Síria no contexto dos acordos de formação de um comitê constitucional, conforme o encontro do último 27 de outubro em Istambul. Os dois também aproveitaram para trocar impressões sobre a crise interna ucraniana, mas levando em consideração as provocações de Kiev no estreito de Kerch no final de novembro. 

    "Os chefes de estado parabenizaram-se pelo Ano Novo", acrescentou o serviço de comunicação do Kremlin

    Mais:

    Curdos pedem ajuda da França para criar zona de exclusão aérea no norte da Síria
    Assembleia Nacional da França rejeita moção de censura contra Macron
    França e Alemanha rejeitam sanções contra Rússia por incidente em Kerch, diz jornal
    Desavença entre Trump e Macron pode estar por detrás dos protestos violentos na França?
    Tags:
    coalizão internacional, terrorismo, Kremlin, Palácio do Eliseu, Daesh, Vladimir Putin, Emmanuel Macron, Ucrânia, EUA, Istambul, Síria, Rússia, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik