20:16 22 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Nord Stream 2, em construção no Mar Báltico.

    Ex-chanceler alemão explica verdadeira razão por que EUA criticam o Nord Stream 2

    Nord Stream 2
    Mundo
    URL curta
    15370
    Nos siga no

    O ex-chanceler da Alemanha Gerhard Schroeder disse no sábado que os EUA têm seus próprios interesses na Europa, o que explica a pressão que Washington exerce sobre o projeto do gasoduto Nord Stream 2.

    No entanto, a Alemanha deve decidir por si própria com quem deseja fazer negócios.

    "Eles [os EUA] fazem isso não por amor à Ucrânia, mas porque eles próprios querem enviar gás para a Alemanha. O gás liquefeito [GNL] é mais caro e tem menor qualidade do que o fornecido por gasoduto", disse o político social-democrata em uma entrevista para o jornal Welt am Sonntag.

    Segundo Schroeder, Berlin não deve permitir que Washington determine com quem pode ou não negociar.

    "O Irã, a China, a Rússia — se continuarmos assim, em breve não poderemos ter relações econômicas com ninguém", disse ele.

    "Para um país dependente da exportação como o Alemanha, isso é inaceitável. Apesar de todo o nosso respeito e amizade, temos que dizer isso aos americanos", acrescentou ele.

    Ele sublinhou que não é um político anti-EUA, mas durante seu tempo como chanceler, sua política externa visava assegurar uma certa independência dos Estados Unidos.

    O projeto Nord Stream 2 envolve a construção de dois gasodutos de gás da Rússia para a Alemanha, com capacidade total de 55 bilhões de metros cúbicos de gás natural por ano. O gasoduto, com um troço submarino através do mar Báltico, está orçado em cerca de 9,5 bilhões de euros (cerca de R$ 42,5 bilhões). Espera-se que seja lançado antes do final de 2019.

    A Ucrânia, por onde passa um dos principais gasodutos internacionais da Rússia para a Europa, e que se beneficia significativamente das taxas de trânsito de gás, se opôs repetidamente à construção do Nord Stream 2, dizendo que isso ameaçará sua segurança energética.

    Mais:

    Ministro das Relações Exteriores alemão insiste em Nord Stream 2 após incidente em Kerch
    Guerra pode eclodir após lançamento do gasoduto Nord Stream 2, afirma premiê polonês
    3 principais projetos da Rússia que lhe permitirão aumentar influência na Europa e Ásia
    Tags:
    gás, Nord Stream 2, Gerhard Schroeder, Ucrânia, mar Báltico, Rússia, China, Irã, Europa, Alemanha, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar