06:07 25 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Secretário-geral da ONU, António Guterres, durante uma coletiva de imprensa em Ramallah, Cisjordânia (arquivo)

    Guterres: cooperação global está sob ameaça devido a falta de confiança

    © REUTERS / Mohamad Torokman
    Mundo
    URL curta
    746

    O mundo está enfrentando desafios sem precedentes que não podem ser resolvidos por um único Estado por conta própria, disse hoje o secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, chamando atenção especial para o problema da falta de confiança entre pessoas e autoridades e também entre Estados no cenário global.

    "A cooperação internacional está sob fogo. Este é o paradoxo final do mundo de hoje. Acredito que por trás desse paradoxo há um enorme déficit de confiança. Nosso mundo está sofrendo com o mau caso do transtorno de déficit de confiança. É um déficit em muitos níveis: confiança entre as pessoas e instituições políticas, confiança entre os países, confiança nas organizações internacionais, nomeadamente nas próprias Nações Unidas", afirmou o secretário-geral da ONU no discurso inaugural do Fórum de Doha, acrescentando que muitos tentam se beneficiar com esse grande problema.

    ​De acordo com Guterres, o mundo precisa de respostas globais para seus desafios mais do que nunca, uma vez que os desafios atuais não podem ser enfrentados por apenas um ou outro país.

    "Enfrentamos enormes desafios que não podem ser resolvidos por nenhum país. A mudança climática, o desafio que define nosso tempo, a migração e os refugiados, as pessoas em movimento em todos os lugares, a multiplicação de conflitos cada vez mais interligados e que estão ligados a novas ameaças do terrorismo global e da criminalidade internacional."

    Mais:

    Dívida global bate recorde histórico
    Poder global está saindo do Ocidente, diz ministro turco
    Como frear o aquecimento global? Cientistas sugerem algo arriscado
    Tags:
    confiança, cooperação, Nações Unidas, ONU, António Guterres, Catar, Doha, Mundo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar