04:07 14 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    O presidente da Ucrânia, Pyotr Poroshenko, com o presidente da Rússia, Vladimir Putin

    EUA pedem que Putin e Poroshenko resolvam diretamente tensões entre Rússia e Ucrânia

    © AFP 2018 / POOL / ALEXANDER ZEMLIANICHENKO
    Mundo
    URL curta
    Violação da fronteira russa por navios ucranianos (53)
    1296

    Os Estados Unidos pediram na noite de hoje que os líderes de Rússia e Ucrânia trabalhem com empenho para solucionar prontamente o atual desentendimento entre os dois países, provocado por uma invasão de navios ucranianos a águas territoriais russas no último final de semana.

    "Pedimos a ambas as partes que exerçam contenção e cumpram suas obrigações e compromissos internacionais", disse o secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo nesta segunda-feira. "Pedimos aos presidentes [Pyotr] Poroshenko e [Vladimir] Putin para se envolver diretamente para resolver esta situação", acrescentou. 

    Também nesta noite, o líder russo, Vladimir Putin, conversou com a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, sobre o delicado incidente do último domingo, quando embarcações da Marinha da Ucrânia foram detidas por forças russas após violar fronteiras russas no estreito de Kerch.

    "O incidente perigoso que ocorreu em 25 de novembro na área dos mares Negro e Azov foi discutido, e Vladimir Putin fez uma avaliação das ações provocativas da Ucrânia e da grave violação do direito internacional por seus navios de guerra, que deliberadamente ignoraram as regras da passagem inocente pelo mar territorial da Federação da Rússia", informou o serviço de imprensa do Kremlin através de um comunicado.

    Na tarde da segunda-feira (26), a Suprema Rada (parlamento ucraniano) aprovou a lei marcial de 30 dias que abrange partes diferentes do país. Mais cedo neste dia, o exército ucraniano foi posto em alerta para o combate. A decisão foi tomada após o incidente com três navios ucranianos no estreito de Kerch.

    Incidente no estreito de Kerch

    Em 25 de novembro, três navios da Marinha ucraniana, Berdyansk, Nikopol e Yany Kapu, violando os artigos 19 e 21 da Convenção da ONU sobre direito marítimo, atravessaram a fronteira da Rússia. Os navios realizaram manobras perigosas durante várias horas sem reagir às exigências das embarcações russas que acompanhavam os navios ucranianos.

    Foi tomada a decisão de usar armas. Os navios ucranianos foram detidos. Durante o incidente, três militares ucranianos ficaram levemente feridos. Eles receberam assistência médica e não correm risco de vida. A Rússia abriu um processo criminal por violação da fronteira.

    Tema:
    Violação da fronteira russa por navios ucranianos (53)
    Tags:
    incidente, navios, Mike Pompeo, Pyotr Poroshenko, Angela Merkel, Vladimir Putin, Estreito de Kerch, Kiev, Moscou, EUA, Ucrânia, Washington, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik