05:08 20 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Capacetes Brancos na Síria, em 5 de outubro de 2016 (foto de arquivo)

    Londres inicia 'reassentamento' de famílias dos Capacetes Brancos para o Reino Unido

    © AFP 2018 / Sameer Al-Doumy
    Mundo
    URL curta
    15011

    O governo britânico confirmou nesta segunda-feira que começou o processo de reassentamento de familiares de ativistas do controverso grupo conhecido como Capacetes Brancos, que opera como uma espécie de defesa civil em áreas controladas por grupos armados de oposição à administração do presidente sírio, Bashar Assad.

    "De acordo com as práticas bem estabelecidas do Reassentamento de Pessoas Vulneráveis (VPRS), o Ministério do Interior está trabalhando em estreita colaboração com o ACNUR, o Departamento para o Desenvolvimento Internacional e o Ministério da Habitação, Comunidades e Governo Local para reassentar [no Reino Unido] as famílias [de ativistas dos Capacetes Brancos]", disseram as autoridades britânicas.

    Fundado na Turquia sob o apoio do britânico James Le Mesurier, ex-agente do MI5, serviço de espionagem do Reino Unido, os Capacetes Brancos são formados por socorristas voluntários de diferentes nacionalidades que atuam há anos na Síria. Embora muito elogiados pelo Ocidente, de quem recebem financiamento, seus membros são frequentemente acusados de participação em episódios polêmicos, principalmente por aliados de Damasco. 

    Entre as acusações contra o grupo estão a de encenar vídeos de ataques e de ligações com grupos terroristas.

    Mais:

    Não fraquejem, Capacetes Brancos! Ainda pode haver provocação
    Rússia: Capacetes Brancos entregam substâncias tóxicas para encenar ataque químico
    Encenações dos Capacetes Brancos parecem não ter fim
    EUA continuarão fornecendo apoio aos Capacetes Brancos na Síria
    Assad: Capacetes Brancos que se recusam a depor armas serão eliminados como terroristas
    Tags:
    Capacetes Brancos, Síria, Reino Unido, Londres
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik