09:27 16 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Nota de 1 dólar norte-americano

    'Mentalidade colonial': líderes mundiais questionam predominância do dólar

    © Sputnik / Alexey Suhorukov
    Mundo
    URL curta
    8170

    Está cada vez mais frequente o desuso do dólar entre os países que buscam se distanciar da moeda norte-americana e usar o dinheiro local, ou o euro, em suas transações com outras nações. No sábado (1º), Irã eliminou o dólar da lista de moedas utilizadas em transações comerciais com o Iraque.

    Em ocasiões diversas, muitos líderes mundiais já comentaram os perigos que suscitam o domínio do dólar no comércio internacional.

    Enquanto que no domingo (2), o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, falou sobre a necessidade de pôr fim ao predomínio da moeda estadunidense no comércio mundial.

    "Agora temos que acabar gradualmente com o domínio do dólar, de uma vez por todas, e utilizar dinheiro nacional entre nós", ressaltou o líder turco no âmbito do foro empresarial entre Turquia e Quirguistão, celebrado na capital quirguiz, Bishkek, onde afirmou que a dependência do dólar no comércio mundial se transformou em um grande problema.

    O presidente russo, Vladimir Putin, discutiu em maio a crise econômica e destacou que o monopólio do dólar é fraco, por isso ameaça não apenas a Rússia, mas também muitos jogadores internacionais.

    "O mundo vê que o monopólio do dólar é frágil, é perigoso para muitos", afirmou o líder russo. "Nossas reservas de ouro e câmbio estão se diversificando, e continuaremos fazendo ainda mais."

    "Enquanto os nossos parceiros americanos e suas restrições impostas, suponho que seja um grande erro estratégico, já que dessa forma eles minam a confiança no dólar como moeda de reserva", declarou o presidente.

    A América Latina compartilha a mesma opinião. O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, afirmou em setembro do ano passado que seu país tem a intenção de quebrar a dependência do dólar e fazer suas transações no exterior em yuanes, rublos, euros, rúpias e outras moedas. "Vamos nos libertar da chantagem do dólar", disse o presidente venezuelano.

    O Irã também eliminou o dólar americano da lista de moedas utilizadas em suas transações comerciais com o Iraque, de acordo com o presidente da Câmara de Comércio entre Irã e Iraque, Yahya Ale Eshaq. Ele adicionou que a moeda dos EUA será substituída pelo euro e pelas moedas iraquiana e iraniana nos acordos financeiros.

    Em agosto, o ex-presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, escreveu no Twitter que "o uso do dólar como moeda padrão em mercados globais e o sistema bancário global é a força fundamental do Império Americano".

    "Esta situação deve mudar, as encomendas atuais devem ser reordenadas", concluiu Ahmadinejad.

    O domínio do dólar também foi questionado pelo presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa, além de apoiar a criação de uma moeda única para países africanos.

    "Temos que nos livrar de uma mentalidade colonial que exige que dependamos de moedas que pertencem a outras pessoas", finalizou Ramaphosa.    

    Mais:

    Manipulador de moedas: Trump está levando o dólar à desvalorização
    Vice-chanceler russo confirma aliança dos BRICS para combater dólar
    É a 'receita' russa de se livrar da ditadura do dólar, segundo imprensa alemã
    Trump ficará feliz se Putin e Xi enterrarem o dólar?
    Tags:
    dólar, monopólio, dominação, substituição, moeda estrangeira, Recep Tayyip Erdogan, Nicolás Maduro, Vladimir Putin, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik