23:54 18 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    O porta-voz da chancelaria chinesa, Lu Kang, fala durante uma coletiva de imprensa em Pequim, em 13 de julho de 2016

    China protesta contra Ato de Autorização de Defesa Nacional dos EUA

    © AFP 2018 / NICOLAS ASFOURI
    Mundo
    URL curta
    5181

    O Ministério das Relações Exteriores chinês manifestou nesta terça-feira a indignação de Pequim diante da divulgação do Ato de Autorização de Defesa dos EUA de 2019, devido ao conteúdo negativo em relação à China.

    "A parte chinesa expressou repetidamente sua posição sobre esse assunto e fez representações à parte norte-americana. Nós expressamos nossa forte insatisfação com o fato de os Estados Unidos, apesar dos protestos da China, adotou e assinou o Ato de Autorização de Defesa Nacional, que contém linguagem negativa em relação à China", afirmou o porta-voz da chancelaria chinesa, Lu Kang.

    O documento em questão, assinado na última segunda-feira pelo presidente norte-americano, Donald Trump, faz inúmeras menções à República Popular da China, frenquentemente descrita como uma adversária e uma possível ameaça à segurança nacional dos EUA.

    "Nós exortamos os EUA a abandonar a mentalidade de Guerra Fria e o conceito de jogo de soma zero, para tratar corretamente a China e as relações entre China e EUA", disse Kang, pedindo o fim da adoção de declarações oficiais negativas sobre Pequim. 

    Mais:

    China usa com sucesso tecnologias hipersônicas na esfera de defesa
    EUA posicionarão elementos de defesa antimíssil no espaço?
    Tags:
    defesa, Ato de Autorização de Defesa Nacional, Donald Trump, Lu Kang, Washington, Pequim, EUA, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik