20:49 14 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Cidadãos norte-coreanos prestam homenagem às estátuas dos líderes Kim Il-sung e Kim Jong-il em Pyongyang

    WSJ: Rússia dá visto de trabalho a milhares de norte-coreanos

    © AP Photo / Andrew Harnik, Pool
    Mundo
    URL curta
    780

    A Rússia está permitindo a entrada de milhares de cidadãos norte-coreanos em seu território e conferindo a eles vistos de trabalho, em potencial violação das sanções impostas pelas Nações Unidas, segundo relatou o Wall Street Journal (WSJ) nesta quinta-feira.

    Citando dados do Ministério do Interior russo, o jornal afirmou que mais de 10 mil imigrantes da Coreia do Norte já teriam sido registrados na Rússia desde setembro passado. 

    De acordo com autoridades norte-americanas ouvidas pela publicação, a medida poderia violar as sanções impostas pela ONU a Pyongyang com o objetivo de reduzir o fluxo de dinheiro para a Coreia do Norte e, consequentemente, o volume de recursos disponíveis para o programa nuclear norte-coreano. 

    Ainda segundo o jornal, só neste ano, ao menos 700 vistos de trabalho teriam sido dados a cidadãos norte-coreanos na Rússia. 

    Procurado por jornalistas do WSJ depois do horário regular de trabalho, o Ministério das Relações Exteriores russo não respondeu a um pedido de entrevista do órgão de mídia. 

    Mais:

    Brasileiro denuncia maus tratos em abrigo para crianças imigrantes nos EUA
    Mais 164 imigrantes venezuelanos são transferidos para o RJ, PB e PE
    14 países da União Europeia oferecem ajuda à Alemanha para deportar imigrantes
    Por que a China se mostra tão ansiosa para fortalecer amizade com norte-coreanos?
    Dupla de norte-coreanos usa barco para fugir para Coreia do Sul
    Tags:
    imigração, vistos, Wall Street Journal, EUA, Rússia, Pyongyang, Coreia do Norte, Coreia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik