17:03 06 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    411
    Nos siga no

    O governo dos Estados Unidos está convencido de que o pastor americano Andrew Brunson, que está sendo julgado na Turquia, é um homem inocente, disse a porta-voz do Departamento de Estado, Heather Nauert, em um comunicado à imprensa.

    "Não vimos nenhuma evidência crível de que Brunson é culpado de um crime e estamos convencidos de que ele é inocente", disse Nauert nesta segunda-feira.

    "Acreditamos que a Turquia é um Estado vinculado ao Estado de direito e temos fé no compromisso do povo turco com a justiça. Esperamos que o sistema judicial da Turquia resolva seu caso de maneira oportuna, justa e transparente."

    O pastor americano e sua esposa foram detidos em outubro na cidade turca de Izmir, onde ele realizou seu ministério por cerca de 20 anos, informou a mídia norte-americana.

    Mais cedo, o presidente turco Recep Tayyip Erdogan pediu a Washington que extraditasse o clérigo Fethullah Gulen, que Ancara acredita ser o organizadpr da tentativa fracassada do golpe militar de 2016. O presidente turco afirmou: "faremos o que pudermos no âmbito do nosso judiciário". A declaração foi interpretada na imprensa como insinuação de que Andrew Brunson seria liberado em troca.

    Mais:

    Turquia: Fethullah Gulen pode fugir dos EUA para o Canadá
    Erdogan garante que assassino de embaixador russo tinha vínculos com opositor Gulen
    Pressão de Erdogan sobre Obama: uma base aérea pela extradição do clérigo Gulen
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar