21:26 21 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    François Delattre, representante francês na ONU, fala com a mídia antes de uma reunião do Conselho de Segurança em 18 de dezembro de 2016.

    EUA, França e Reino Unido prontos para propor resolução sobre a Síria na ONU

    © REUTERS / Andrew Kelly
    Mundo
    URL curta
    1306

    A França, o Reino Unido e os Estados Unidos apresentarão um projeto de resolução sobre a situação na Síria aos membros do Conselho de Segurança, afirmou neste sábado o embaixador francê na ONU, François Delattre.

    "Por iniciativa da França, em um futuro muito próximo, apresentaremos uma resolução com nossos parceiros britânicos e americanos [sobre a Síria]", declarou Delattre.

    O enviado francês insistiu que o ataque militar conduzido estava "totalmente alinhado com os objetivos e valores proclamados até mesmo nas primeiras linhas da Carta da ONU".

    Os "vetos sistemáticos" da Rússia de várias resoluções do Conselho de Segurança da ONU demonstraram que a Rússia "traiu o compromisso assumido em 2013 neste Conselho para garantir a destruição do arsenal químico sírio", afirmou Delattre.

    "A França não tem absolutamente nenhuma dúvida sobre a responsabilidade do regime de Assad neste ataque", acrescentou Delattre.

    A França está pedindo à Rússia que convide Damasco a aceitar uma solução negociada para a crise e "pôr fim ao sofrimento duradouro do povo sírio", afirmou o enviado francês.

    Mais:

    EUA pioraram a catástrofe humanitária na Síria, diz embaixador russo na ONU
    Ataque na Síria foi realizado à noite para evitar vítimas civis, diz Exército francês
    Missão da OPAQ já está na Síria para apurar suposto ataque químico em Douma
    Pentágono não tem confirmação de vítimas civis em ataque à Síria
    EUA estão prontos para novo ataque à Síria, diz embaixadora na ONU
    Tags:
    Guerra da Síria, Conselho de Segurança da ONU, François Delattre, Estados Unidos, Síria, Reino Unido, França, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik