13:48 16 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Residência oficial e escritório do primeiro-ministro britânico em Downing Street, 10, Londres, Reino Unido, junho de 2016

    É guerra? Premiê britânica discute com gabinete possível ataque contra Síria

    © AFP 2018 / JUSTIN TALLIS
    Mundo
    URL curta
    1105

    O Gabinete do Reino Unido, presidido pela primeira-ministra Theresa May, discute nesta quinta-feira se a Grã-Bretanha participará em possíveis ataques aéreos contra Síria, informou à Sputnik uma fonte no governo inglês.

    Os ministros e os representantes dos serviços de inteligência se reuniram na residência da premiê, 10 Downing Street, às 12h30 (horário de Brasília).

    Esta semana, o presidente dos EUA, Donald Trump, prometeu iniciar uma intervenção militar na Síria, em retaliação a um suposto ataque com armas químicas na cidade de Douma, negado pelas autoridades de Damasco.

    Na terça-feira, o gabinete da premiê britânica informou que May, Trump e o presidente da França, Emmanuel Macron, concordaram que a comunidade internacional deve reagir ao suposto ataque químico na Síria. 

    A decisão do Gabinete do Reino Unido será suficiente para participar ou se abster das manobras ofensivas. A decisão sobre possível ação militar é feita pela primeira-ministra do país.

    O líder da oposição, Jeremy Corbyn, no entanto, entre outros deputados, insiste para que o governo consulte com o Parlamento, em vista da gravidade do tema.

    Mais:

    Novo secretário de Estado dos EUA quer 'resposta dura' contra a Síria
    Mattis: Trump não precisa de autorização do Congresso para atacar Síria
    Saiba como a Rússia pode repelir um ataque dos EUA contra a Síria (FOTOS)
    Ocidente não dá ouvidos à informações dos militares russos sobre situação na Síria
    Trump: 'Nunca disse quando aconteceria um ataque contra Síria'
    Merkel: Alemanha não participará das possíveis ações militares contra Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik