22:03 19 Abril 2018
Ouvir Rádio
    Emmanuel Macron e Donald Trump em Paris

    'Sintonia': Macron e Trump coordenam ações para Conselho de Segurança da ONU

    © REUTERS / Kevin Lamarque
    Mundo
    URL curta
    11310

    O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o presidente da França, Emmanuel Macron, concordaram em coordenar suas ações no Conselho de Segurança da ONU antes da reunião da segunda-feira (9) que discutirá a Síria, informou o Palácio do Eliseu neste domingo (8).

    No sábado (7), vários meios de comunicação, citando militantes sírios, acusaram Damasco de ter usado armas químicas na cidade de Duma, no leste da Ghouta, na Síria. O conselheiro de segurança interna de Trump, Tom Bossert, disse neste domingo (8) que não descartou ações militares contra o governo sírio devido ao conteúdo dos relatórios.

    "Eles [Trump e Macron] decidiram coordenar suas ações e iniciativas dentro do Conselho de Segurança da ONU, que se reunirá na segunda-feira, 9 de abril, em Nova York, para condenar o desrespeito à Resolução 2401, bem como o uso repetido de armas químicas ", diz a declaração.

    A declaração observa que a responsabilidade pelo uso de armas químicas na Síria "deve ser claramente estabelecida".

    Macron e Trump também concordaram em manter contato próximo e realizar negociações novamente nas próximas 48 horas.

    No domingo, 9 dos 15 membros do Conselho de Segurança da ONU conclamaram a convocação de uma reunião de emergência para discutir relatos sobre o suposto uso de armas químicas na Síria.

    A Rússia convoca na segunda-feira (9) uma reunião separada do Conselho de Segurança da ONU para discutir ameaças à paz e segurança internacionais.

    Mais:

    EUA querem provocar Moscou com declaração sobre Síria, diz parlamentar russo
    Trump promete que culpados 'pagarão caro' pelo ataque químico na Síria
    Moscou: acusações de ataques químicos na Síria visam justificar intervenção militar
    EUA responsabilizam Rússia por ataques químicos na Síria
    Por que motivo Turquia revelou posição das tropas francesas na Síria?
    Tags:
    armas químicas, Guerra da Síria, Conselho de Segurança da ONU, Emmanuel Macron, França, Estados Unidos, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik