18:00 21 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Aeroflot's Boeing 777 takes off at Sheremetyevo international airport.

    Rússia questiona as razões da revista de avião russo em Londres

    © Sputnik / Maksim Blinov
    Mundo
    URL curta
    872

    As explicações do Ministério do Interior britânico deixam dúvidas sobre as verdadeiras razões por trás das buscas realizadas a bordo do avião comercial russo em Londres, anunciou a embaixada da Rússia no Reino Unido neste sábado.

    "Esta é uma clara tentativa do ministro de desviar a atenção das ações provocativas dos policiais britânicos que tentaram revistar a aeronave sem a presença do capitão, em violação das regras existentes. A lógica do [ministro] Sr. Wallace é difícil de compreender. A sua explicação só agrava nossas dúvidas quanto às reais intenções da equipe que tentou realizar uma busca ilegal", informou o comunicado da embaixada.

    Aeronave Airbus A330 da transportadora aérea russa Aeroflot
    © Sputnik / Maksim Blinov
    "A [companhia aérea] Aeroflot e os aeroportos da Rússia cumprem os rígidos padrões de segurança internacional e não levantaram dúvidas a esse respeito. Além disso, é muito estranho procurar por 'drogas e armas de fogo' que supostamente estavam sendo 'trazidas para o país' em uma aeronave vazia e pronta para receber os passageiros de partida", acrescentou a representação russa.

    Na sexta-feira, um avião da companhia aérea Aeroflot foi revistado no aeroporto de Heathrow, em Londres. A embaixada russa em Londres enviou uma nota ao governo solicitando uma explicação para o fato. Comentando a questão, o ministro da Segurança da Grã-Bretanha, Ben Wallace, disse que as autoridades do Reino Unido realizaram uma busca de rotina nas aeronaves russas no aeroporto de Heathrow no âmbito dos procedimentos padrão no combate ao tráfico de armas e drogas.

    Mais:

    Embaixada da Rússia pede que seus cidadãos reconsiderem planos de visitar o Reino Unido
    Rússia desafia Reino Unido com 14 perguntas sobre caso Skripal
    Assessores de Trump fazem pressão por medidas mais agressivas contra Rússia
    Grã-Bretanha pode 'liquidar' a missão comercial da Rússia no país
    Tags:
    Aeroflot, Embaixada da Rússia, Grã-Bretanha, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik