10:16 24 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Em ritual indígena, Evo Morales celebra permanência no governo da Bolívia

    Evo Morales se solidariza com a Rússia e critica expulsão de diplomatas

    Noah Friedman/ ABI
    Mundo
    URL curta
    Envenenamento de ex-espião russo (101)
    10195

    O presidente da Bolívia, Evo Morales, expressou sua solidariedade com a Rússia e o presidente Vladimir Putin e protestou contra a expulsão dos diplomatas russos por diversos países.

    "Manifestamos nossa solidariedade com o povo irmão da Rússia e o seu presidente, Vladimir Putin, ante a expulsão dos diplomatas russos dos EUA e de alguns países europeus, que acusam sem evidência [o país de] envenenamento do ex-espião Sergei Skripal e da sua filha. Estas represálias ameaçam a paz mundial", disse Morales.

    Em 14 de março, o governo britânico culpou as autoridades russas de estar por trás do envenenamento de Skripal, um ex-oficial da inteligência militar russa, recrutado nos anos 90 pelo serviço secreto britânico MI6 e naturalizado no Reino Unido, com a sua filha Yulia.

    Londres insiste que os Skripal foram envenenado com uma substância que supostamente pertence a uma família de armas químicas desenvolvida por Moscou.

    A primeira-ministra britânica, Theresa May, anunciou este mês que Londres expulsou 23 diplomatas russos "identificados como oficiais de inteligência não declarados" e suspendeu todos os contactos bilaterais de alto nível.

    Em apoio a Londres, nesta segunda-feira 28 países e organizações internacionais, como OTAN, anunciaram a expulsão de um total de 153 diplomatas russos.

    Tema:
    Envenenamento de ex-espião russo (101)

    Mais:

    Rússia expulsa 7 diplomatas canadenses
    Expulsão de diplomatas dos EUA da Rússia deteriora ainda mais as relações, diz Casa Branca
    Conheça os 5 motivos que fizeram Portugal não expulsar diplomatas da Rússia
    Estabilidade internacional em risco: Cuba critica expulsões de diplomatas russos
    Rússia promete retaliar após expulsão de diplomatas: 'Vamos responder a essa imprudência'
    Tags:
    Evo Morales, Rússia, Bolívia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik