05:53 20 Abril 2018
Ouvir Rádio
    Karin Kneissl, ministra das Relações Exteriores da Áustria

    Áustria se oferece para mediar imbróglio entre Rússia e Ocidente

    © AFP 2018 / Elvis Barukic
    Mundo
    URL curta
    572

    A Áustria está preparada, se solicitada, para atuar como mediadora entre a Rússia e os países ocidentais no caso do ex-espião russo Sergei Skripal, segundo afirmou a ministra das Relações Exteriores austríaca, Karin Kneissl, nesta quarta-feira.

    Kneissl, cujo país não seguiu o boicote internacional a Moscou, liderado pelo Reino Unido, disse durante participação em um programa de TV que é importante manter os canais de diálogo abertos.

    "Nós somos um parceiro para todos os envolvidos", declarou ela. "Se nos pedirem, certamente entraremos em cena". 

    Nesta semana, 17 nações da União Europeia decidiram expulsar diplomatas russos em solidariedade ao governo britânico, que culpa a Rússia pelo envenenamento de Sergei Skripal e de sua filha Yulia. O Kremlin, que nega participação no ataque, insiste que Londres apresente evidências da suposta participação russa no episódio. 

    Ainda segundo a ministra austríaca, uma oportunidade de mediação para Viena deve surgir em junho, quando o chanceler Sebastian Kurz irá ao Reino Unido se encontrar com a premiê britânica, Theresa May.  

    Mais:

    Islândia anuncia boicote à Copa do Mundo
    Rússia diz que acusação de países ocidentais sobre Skripal é 'uma falácia'
    Caso Skripal: diplomatas russos são mandados embora de vários países
    Tags:
    Theresa May, Yulia Skripal, Sergei Skripal, Sebastian Kurz, Karin Kneissl, Europa, Londres, Viena, Moscou, Rússia, Áustria, Reino Unido
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik