18:28 21 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Migrantes e refugiados resgatados pela ONG Proactiva Open Arms da Espanha, depois à deriva em um bote de borracha no Mar Mediterrâneo, a cerca de 29 quilômetros ao norte de Sabratha, Líbia.

    Agências da ONU formam força-tarefa para combater o tráfico de migrantes

    © AP Photo / Emilio Morenatti
    Mundo
    URL curta
    110

    A Organização Internacional para as Migrações (OIM) e o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) trabalharão juntos para combater o contrabando de migrantes.

    Os dois escritórios da ONU abordarão o problema do tráfico de migrantes promovendo pesquisa, desenvolvendo estratégias de prevenção e planos de ação e aumentando a capacidade dos países de interromper as atividades de contrabando, de acordo com o serviço de imprensa do OIM.

    "Devemos trabalhar juntos para negar aos criminosos os meios e oportunidades, proteger a vida e a segurança das pessoas e acabar com a impunidade dos contrabandistas", disse o diretor-executivo do UNODC, Yury Fedotov, conforme citado no comunicado à imprensa.

    Argentina Szabados, diretora do Escritório Regional da OMS para a Europa do Sudeste, Europa Oriental e Ásia Central, observou que a questão do contrabando de migrantes requeria cooperação transnacional.

    Segundo o relatório da ONU, milhares de vítimas de tráfico de migrantes são detectadas todos os anos, a maioria delas são do sexo feminino. A maioria dos casos detectados envolve mais de um país e as vítimas atravessam pelo menos uma fronteira internacional.

    Tags:
    migrantes, ONU, Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC), Organização Internacional para as Migrações (OIM), Yury Fedotov, Argentina Szabados
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik