00:10 22 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Presidente do Conselho Europeu Donald Tusk

    Donald Tusk se recusa a parabenizar Putin pela reeleição por conta do caso Skripal

    © REUTERS / Yves Herman
    Mundo
    URL curta
    Envenenamento de ex-espião russo (100)
    18311

    O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, declarou que não pretente parabenizar Putin por sua vitória na eleição presidencial por conta do envenenamento do ex-espião russo Sergei Skripal e sua filha em Salisbury.

    "Após o ataque em Salisbury eu não quero celebrar a reeleição do presidente Putin", disse Tusk a repórteres.

    Anteriormente, uma fonte diplomática em Bruxelas disse à Sputnik que vários países membros da União Europeia, juntamente com o Reino Unido e a Polônia, manifestaram a sua insatisfação com o fato de que o chefe da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, enviou uma mensagem a Putin parabenizando-o pela vitória nas eleições russas.

    Vladimir Putin venceu as eleições presidenciais russas com uma ampla vantagem de 76,68% dos votos.

    Sergei Skripal, ex-oficial da inteligência militar russa e recrutado nos anos 90 pelo serviço secreto britânico MI6, e sua filha Yulia, foram encontrados inconscientes em 4 de março perto de um shopping na cidade de Salisbury.

    Ambos estão em condição crítica desde 4 de março, sendo tratados por exposição ao que os especialistas do Reino Unido dizem ser agente nervoso A234. O Reino Unido afirmou que a substância era um agente nervoso desenvolvido na União Soviética.

    Tema:
    Envenenamento de ex-espião russo (100)
    Tags:
    envenenamento, reeleição, Sergei Skripal, Donald Tusk, Vladimir Putin, Reino Unido, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik