19:10 24 Junho 2018
Ouvir Rádio
    Vista do Kremlin e Ministério das Relações Exteriores da Rússia

    Moscou ameaça proibir mídia britânica de operar na Rússia se Londres bloquear RT

    © Sputnik / Yevgeny Biyatov
    Mundo
    URL curta
    Envenenamento de ex-espião russo (100)
    14293

    A recente notícia sobre a morte do ex-espião russo Sergei Skripal provocou uma tensão nas relações entre Moscou e Londres após a primeira-ministra Theresa May ter dito que a Rússia poderia estar envolvida no atentado contra o ex-oficial. Moscou negou veementemente qualquer envolvimento.

    A representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, declarou nesta terça-feira (13) que nenhuma mídia britânica poderá operar no território da Rússia se o Reino Unido fechar o canal de TV russo RT. 

    A declaração da diplomacia russa aparece após o Escritório de Comunicações do Reino Unido (Ofcom) ter anunciado que irá reavaliar a licença do canal de TV russo RT em meio às novas polêmicas e trocas de acusação entre Londres e Moscou devido ao envenenamento do ex-espião russo.

    "Posso dizer que nenhum meio de comunicação britânico irá operar em nosso país se [as autoridades do Reino Unido] bloquearem o RT", disse Zakharova.

    O RT, assim como a agência Sputnik, tem sido alvo de forte pressão na Europa e nos Estados Unidos por sua cobertura crítica de assuntos globais e locais. Nos EUA, o canal foi obrigado a se registrar como um agente estrangeiro, no final do ano passado, por determinação do Departamento de Estado. O mesmo ocorreu depois com parceiros da Sputnik no país.

    Tema:
    Envenenamento de ex-espião russo (100)

    Mais:

    Rússia convoca embaixador britânico após acusações sobre envenenamento de ex-espião
    'Londres é responsável por atentado contra ex-espião', diz presidente do parlamento russo
    Envenenamento de espião russo 'provocará uma resposta', diz secretário de Estado dos EUA
    Tags:
    envenenamento, Russia Today, RT, Sergei Skripal, Maria Zakharova, Londres, Reino Unido, Moscou, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik