06:41 22 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Combatentes pró-Turquia e tropas turcas na colina que separa Afrin da cidade turca de Azaz

    'OTAN protege Turquia das ameaças de mísseis da Síria'

    © AP Photo/ STR
    Mundo
    URL curta
    419

    A OTAN defende a segurança da Turquia contra as ameaças de mísseis provenientes da Síria. A declaração é de um funcionário da Aliança do Norte à Sputnik que preferiu manter o anonimato.

    "A OTAN apoia a segurança da Turquia, por exemplo, reforçando a defesa antiaerea da Turquia contra as ameaças de mísseis pela Síria", disse a fonte. 

    O comentário do representante da OTAN veio após as críticas do presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, no último fim de semana, que acusou a organização de não apoiar a Turquia em sua operação contra militantes curdos na região síria de Afrin.

    "A OTAN não está na Síria e não houve nenhum pedido para a presença da OTAN, mas apoiamos a coalizão internacional para derrotar o Daesh [Estado Islâmico] através de voos de observação e treinamento das forças iraquianas", disse a fonte.

    Segundo o funcionário, a situação na Síria causa uma "grande preocupação" a todos os países membros da organização internacional.

    Ele acrescentou que o secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, mantém contato permanente com as autoridades turcas, incluindo o presidente Erdogan. De acordo com a gonte, a Aliança do Norte reconhece "as legítimas preocupações da Turquia em matéria de segurança".

    Em 20 de janeiro, a Turquia e seus aliados do Exército Livre da Síria lançaram a operação Ramo de Oliveira, direcionada contra grupos jihadistas e as milícias curdas que controlam a região de Afrin, ao noroeste de Aleppo.

    Mais:

    Erdogan afirma que exército turco pode entrar no centro de Afrin 'em qualquer momento'
    EUA se dizem preocupados após FDS abandonarem coalizão para combater em Afrin
    Turquia assume o controle de importante território de Afrin
    FDS enviam combatentes para lutar contra tropas turcas em Afrin
    Tags:
    mísseis, segurança, operação, ramo de oliveira, OTAN, Recep Tayyip Erdogan, Síria, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik