12:45 17 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Bandeira do Reino Unido perto do parlamento britânico, em Londres, em abril de 2017

    Diplomacia russa responde às acusações da Grã-Bretanha sobre 'ameaça' de Moscou

    © REUTERS / Stefan Wermuth
    Mundo
    URL curta
    4152

    Diplomatas russos responderam às declarações de Stephen Hillier, chefe de gabinete da Força Aérea Real da Grã-Bretanha, sobre a "crescente ameaça da Rússia".

    Um artigo publicado em 5 de março no jornal The Telegraph, citando o chefe de gabinete da Força Aérea Real britãnica, afirmou que a Rússia representa uma ameaça crescente para a segurança britânica.

    Em particular, Stephen Hillier disse que a Rússia é um dos principais problemas, porque "viola as normas internacionais" e "exerce pressão" sobre os britânicos.

    "É algo como se a Rússia violasse as normas do direito internacional no Iraque e na Líbia e então começasse a dizer aos britânicos sobre as consequências ameaçadoras de terem escolhido o caminho errado?", afirma a publicação da embaixada russa no Reino Unido no Twitter.

    A publicação da diplomacia russa fez referência à participação do Reino Unido em intervenções no Iraque, em 2003, quando foi alegado que o país estaria desenvolvendo armas de destruição em massa, e na Líbia, em 2011, durante a "primavera árabe".  

    Mais:

    Reino Unido se prepara para negociar assunto delicado: a fronteira das Irlandas pós-Brexit
    Mídia: EUA e Reino Unido treinaram terroristas para encenar ataque químico na Síria
    Negociador europeu: 'Demandas do Reino Unido pós-Brexit são puramente ilusórias'
    Tags:
    ameaça, Força Aérea Real, RAF, Londres, Iraque, Reino Unido, Moscou, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik