09:29 21 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    A bandeira americana em um veículo vibra quando o sol se põe atrás da cúpula do Capitólio dos EUA nas horas antes de o presidente Barack Obama entregar o discurso do Estado da União a uma sessão conjunta do Congresso em Washington em 12 de janeiro de 2016

    Partido Democrata publica memorando sobre investigação da suposta interferência russa

    © REUTERS / Jonathan Ernst
    Mundo
    URL curta
    102

    Os congressistas democratas dos EUA publicaram um memorando sobre a investigação da "interferência" russa nas eleições norte-americanas.

    Mais cedo, o presidente dos EUA, Donald Trump, proibiu a publicação do memorando, já que, de acordo com os advogados da Casa Branca, este documento contém informações confidenciais.

    De acordo com o documento publicado, os democratas criticaram os republicanos, descrevendo o memorando apresentado por eles como uma "tentativa de minar" os esforços do FBI, da Justiça e do promotor especial Robert Mueller de investigar a interferência russa.

    O memorando republicano, publicado em 2 de fevereiro, sugeriu que o Departamento de Justiça abusou de suas atribuições ao investigar a campanha de Trump nas eleições de 2016.

    Além disso, o documento republicano acusa investigadores do FBI de preconceito político contra Trump.

    A Rússia negou em diversas ocasiões as acusações de intervir na campanha de Trump, bem como as acusações de ter interferido nas eleições presidenciais dos EUA.

    Mais:

    Trump: Obama é que tem que responder por 'interferência russa'
    Kremlin: não há provas de interferência russa nos assuntos internos dos EUA
    'Insignificante': Assange fala sobre suposta interferência russa nos EUA
    Tags:
    EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik