14:30 13 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Vista do Kremlin e Ministério das Relações Exteriores da Rússia

    Moscou: EUA deturpam posição da Rússia sobre o uso de armas químicas na Síria

    © Sputnik / Yevgeny Biyatov
    Mundo
    URL curta
    180

    O Ministério das Relações Exteriores da Rússia declarou nesta sexta-feira (19) que o documento divulgado pelos EUA com avaliações da posição russa sobre o uso de armas químicas na Síria não corresponde à realidade.

    "Em 9 de janeiro, a delegação dos EUA emitiu ao Conselho de Segurança da ONU um documento não oficial […] com as avaliações dos EUA sobre a posição russa quanto ao uso de armas químicas e substâncias tóxicas na Síria", diz o texto.

    De acordo com a diplomacia russa, "o conteúdo deste material não tem nada a ver com a realidade e deturpa completamente o foco do nosso país na investigação de incidentes deste tipo".

    O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, afirmou, na última quinta-feira (18), que grupos terroristas já possuem meios para produção de armas químicas.

    De acordo com o chanceler russo, a ameaça crescente do terrorismo químico no Oriente Médio, inclusive na Síria e no Iraque, suscita sérias preocupações, já que os terroristas obtiveram tecnologias para a síntese de agentes de armas químicas.

    Mais:

    Terroristas no Oriente Médio podem produzir armas químicas, afirma Sergei Lavrov
    Alemanha termina destruição de armas químicas vindas da Líbia
    Japão: novo míssil da Coreia do Norte pode conter armas químicas e biológicas
    Uruguai e Suécia propõem nova resolução sobre investigação de armas químicas na Síria
    Tags:
    terrorismo, diplomacia, armas químicas, Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Síria, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik