04:39 25 Fevereiro 2018
Ouvir Rádio
    Pentágono, sede do Departamento de Defesa dos EUA

    Nova estratégia de defesa dos EUA prioriza preparação para a guerra

    © Sputnik/ David B. Gleason
    Mundo
    URL curta
    335

    O secretário de Defesa dos EUA, James Mattis, declarou nesta sexta-feira (19) que a nova Estratégia de Defesa Nacional do país será focar na competição por poder e não terrorismo.

    "Continuaremos procedendo com a campanha contra terroristas, mas a grande concorrência de poder — e não o terrorismo — é agora o foco principal da segurança nacional dos EUA", disse Mattis em declaração divulgada pelo Pentágono.

    A nova estratégia militar dos EUA determina que a China, Rússia, Coreia do Norte e Irã como países concorrentes de Washington.

    O secretário de Estado destacou que os EUA estavam enfrentando ameaças crescentes de diferentes poderes revisionistas, incluindo a Rússia e a China. No que diz respeito à estabilidade global, Mattis citou a Coreia do Norte e o Irã como as principais ameaças.

    "Regimes irregulares como a Coreia do Norte e o Irã persistem na tomada de ações ilegais que ameaçam a estabilidade regional e até mesmo global", afirmou Mattis.

    Segundo ele, Washington planeja construir novas parcerias militares, reforçar a defesa do país investindo em forças nucleares, bem como defesa espacial, cibernética e antimíssil.

    Mais:

    Forças Democráticas da Síria divulgam VÍDEO que prova estratégia errada dos EUA no país
    Estratégia global dos EUA é uma ameaça potencial para o mundo, diz oficial da Rússia
    Nova Estratégia de Segurança Nacional dos EUA: Rússia é 'reconhecida como superpotência'
    Ex-agente da CIA revela ameaças aos EUA da nova Estratégia de Segurança Nacional
    Tags:
    ameaça, Defesa, Estratégia de Segurança Nacional, guerra, Pentágono, James Mattis, Coreia do Norte, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik