16:01 23 Abril 2018
Ouvir Rádio
    Bandeiras da Turquia e da UE

    Turquia não quer ser um país europeu de 'segunda classe'

    © AP Photo / Ergin Yildiz
    Mundo
    URL curta
    541

    O ministro de Assuntos Europeus da Turquia, Omer Çelik, declarou que o seu país não deseja fazer parte da União Europeia na qualidade de um Estado de "segunda classe".

    "Se nos recebermos a proposta de uma 'parceria privilegiada', vamos recusar. Não vamos nem analisar. Ninguém tem o direito de oferecer à Turquia uma posição de segunda classe nas relações no âmbito da União Europeia", disse o ministro segundo o jornal Haberturk.

    Ele acrescentou que a União Europeia não deve encarar a Turquia na qualidade de parceiro com propósito único de solucionar a crise da imigração e de combater o terrorismo. 

    Mais cedo, o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, durante uma coletiva de imprensa em Paris, com o presidente da França, Emmanuel Macron, declarou que o povo turco está farto das intermináveis negociações, referentes ao ingresso na UE.

    Mais:

    Chanceler austríaco não vê lugar para Turquia na UE
    Erdogan: Turquia irá respirar com alívio se UE cancelar sua adesão
    UE precisa da Turquia para controlar refugiados, não para ser um estado-membro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik