03:18 22 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Zona desmilitarizada que divide a Coreia do Sul e Coreia do Norte

    Representantes de Seul e Pyongyang iniciam negociações

    © REUTERS / Ministério da Defesa da Coreia do Sul/Yonhap
    Mundo
    URL curta
    210

    As duas delegações reuniram-se no nível ministerial na chamada Casa da Paz, na zona desmilitarizada, para discutir formas de melhorar as relações e a possível participação de atletas norte-coreanos nos próximos Jogos Olímpicos de Pyeongchang.

    As delegações de Seul e Pyongyang iniciaram as conversações no nível ministerial sobre as formas de melhorar as relações e sobre a possível participação de atletas norte-coreanos nos próximos Jogos Olímpicos em Pyeongchang, informou a mídia local nesta terça-feira.

    De acordo com a agência Yonhap, as negociações começaram às 10 horas (no horário local). As duas delegações, lideradas por Ri Son Gwon, pelo lado da Coreia do Norte, presidente do Comitê para a Reunificação Pacífica da Coreia, e Cho Myoung-gyon, pela Coreia do Sul, ministro da Unificação, reuniram-se na chamada Casa da Paz na zona desmilitarizada, uma vila na fronteira entre os países, onde os representantes já realizaram repetidas negociações no passado.

    As negociações estão sendo realizadas a portas fechadas, sem a presença de jornalistas. 

    Em seu discurso de Ano Novo, o líder norte-coreano Kim Jong-un permitiu a participação de atletas do país nas Olimpíadas, e ambos os lados iniciaram os preparativos para as negociações bilaterais de alto nível.

    Além da participação da Coreia do Norte nos Jogos Olímpicos de Inverno de Pyeongchang, os lados devem abordar uma série de questões, incluindo a reunião das famílias, separadas após a Guerra da Coreia, bem como a questão da redução das tensões na Península da Coreia, de acordo com Cho Myoung-gyon.

    Além disso, espera-se que os lados levantem a questão do encerramento dos exercícios militares norte-americanos e sul-coreanos durante as próximas Olimpíadas de Inverno de 2018, já que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o líder sul-coreano Moon Jae-in, tomaram essa decisão durante um telefonema realizado na quinta-feira.

    Mais:

    Sabotagem de Kim? Coreia do Norte pode lançar míssil balístico em janeiro, diz mídia
    Secretário de Estado dos EUA: 'Forte ação militar é uma opção com a Coreia do Norte'
    China apoia acordo de diálogo entre Coreia do Norte e Coreia do Sul
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik