19:47 19 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    1265
    Nos siga no

    A diplomacia canadense adotou uma medida de resposta contra a decisão da Venezuela de expulsar o embaixador do Canadá do país, declarando o embaixador venezuelano como "persona non grata".

    A ministra das Relações Exteriores do Canadá, Chrystia Freeland, classificou como "personas non gratas" o embaixador da Venezuela, Wilmer Barrientos, e o seu encarregado de negócios nesta segunda-feira (25). A decisão foi uma represália à decisão venezuelana de expulsar o embaixador canadense de Caracas. 

    "Em resposta a esse passo do regime de Maduro, anuncio que o embaixador venezuelano no Canadá, que foi retirado pelo governo venezuelano em protesto às sanções canadenses contra funcionários venezuelanos implicados em corrupção e graves violações de direitos humanos, já não é mais bem-vindo no Canadá; também declaro como 'persona non grata' o encarregado de negócios venezuelano", disse Freeland em comunicado. 

    No últimos sábado (23) a Venezuela anunciou a expulsão do embaixador canadense do país por conta da sua "intromissão permanente e insistente, grosseira e vulgar nos assuntos internos de Venezuela". No mesmo dia, Caracas também declarou como "persona non grata" o embaixador brasileiro Ruy Carlos Pereira. 

    Mais:

    'Persona non grata': Venezuela expulsa embaixador brasileiro do país
    Mercosul exige abertura política imediata na Venezuela
    China não concorda com sanções contra Venezuela
    EUA condenam proposta da Venezuela de excluir a oposição em futuras eleições
    Tags:
    expulsão, embaixadores, diplomacia, persona non grata, Canadá, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar