11:34 17 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Manifestantes criam barricadas enquanto se reúnem contra o governo do presidente da Venezuela, Nicolas Maduro, em Caracas, Venezuela, 4 de agosto de 2017.

    Oposição venezuelana comemora libertação de presos políticos

    © REUTERS / Marco Bello
    Mundo
    URL curta
    603

    O oposicionista Movimento de Unidade Democrática (MUD) celebrou a libertação de dezenas de pessoas detidas por participar em protestos entre 2014 e 2017 na Venezuela.

    "Celebramos a libertação de Roberto Picón e outros presos políticos que nunca deveriam ter sido privados de liberdade, trabalhar para reconstruir o país arruinado pelo regime não é um crime", disse o movimento oposicionista em um comunicado publicado no Twitter.

    O MUD também comemorou "a libertação do prefeito de Barquisimeto e o importante dirigente do movimento, Alfredo Ramos", descrevendo-o como um "exemplo de luta e resistência aos abusos do regime".

    Anteriormente, a Comissão de Verdade, Justiça, Paz e Tranquilidade Pública da Assembléia Nacional Constituinte relatou os resultados parciais do processo de revisão dos casos abertos contra "as pessoas identificadas como responsáveis pelos diferentes atos de violência com fins políticos, que ocorreram na República Bolivariana da Venezuela entre 2014 e 2017". 

    De acordo com a ONG Fórum Penal Venezuelano, 36 presos políticos já foram libertados após a recomendação feita pela Comissão da Verdade de libertar mais de 80 detidos durante os protestos de 2014 e 2017 no país. 

    Mais:

    'Persona non grata': Venezuela expulsa embaixador brasileiro do país
    Mercosul exige abertura política imediata na Venezuela
    China não concorda com sanções contra Venezuela
    Tags:
    presos políticos, libertação, oposição, Assembleia Nacional Constituinte da Venezuela, MUD, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik