08:45 27 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    590
    Nos siga no

    Alguns países da União Europeia e da "Parceria Oriental" estão determinados a usar este formato para fins contra a Rússia. A declaração é do ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, neste sábado.

    "Vemos o desejo de alguns países que são membros da União Europeia de usar a 'Parceria Oriental' para fins antirussos. Eles não são a maioria, mas eles se comportam agressivamente o suficiente", disse ele. 

    De acordo com o chanceler, "isso foi evidente, inclusive no discurso da primeira-ministra britânica, Theresa May, na cúpula da Parceria Oriental realizada em Bruxelas há alguns dias", disse Lavrov em entrevista ao canal de televisão bielorrussso STV.

    O ministro acrescentou que "a esmagadora maioria dos países da UE entende que esta é uma outra tentativa de meios inadequados" e que "introduzir um fusível antirusso em qualquer contato com os países membros da CEI é contraproducente e fútil".

    Mais:

    'Temos outras prioridades': ministro alemão pede que EUA acabem com sanções contra Rússia
    'Fogo amigo': Rússia e China ignoram protestos de Kim e impõem sanções à Coreia do Norte
    Opinião: 'Sanções europeias contra a Rússia custam milhares de empregos à Alemanha'
    Rússia 'dá o troco' e proíbe entrada de canadenses após mais sanções contra Moscou
    Tags:
    parceria, sanções, Parceria Oriental, Sergei Lavrov, União Europeia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar