02:57 30 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    9420
    Nos siga no

    Os EUA consideram a Rússia uma ameaça que se estende do "Báltico ao mar Negro", disse o conselheiro e diretor de planejamento político do Departamento de Estado, Brian Hook.

    "A Rússia não conta com uma unidade ideológica, que possa dirigir as suas ações. A Rússia, apesar disso, é um inimigo a ser considerado. Há semelhanças com a ameaça que nós enfrentamos durante a Guerra Fria. Assim como no passado, a ameça se estende do Báltico ao mar Negro", disse o diplomata ao discursar nesta quinta-feira no Centro de pesquisas estratégicas e internacionais.

    Ele destacou que a Rússia "demonstrou a capacidade de realizar e preparar exercícios de ampla escala, como no caso do recente Zapad-2017".

    "A ameaça convencional é real. A Rússia está modernizando o exército, o seu arsenal nuclear, bem como os meios de lanlamento. Desenvolveu um míssil de cruzeiro, capaz de levar carga nuclear, desrespeitando de forma clara o Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário", declarou o oficial do governo norte-americano. 

    Mais cedo nesta semana, a primeira-ministra da Grã-Bretanha, Theresa May, criticou a Rússia e afirmou que as ações de Moscou "ameaçam a ordem internacional".

    Mais:

    Como Rússia pode se defender da ameaça proveniente dos EUA?
    Relações 'destruídas' de EUA e Rússia são a 'maior ameaça' à paz, diz ministro alemão
    Bulgária aprova relatório que afirma: 'Rússia é uma ameaça à segurança da Europa'
    Ministro britânico aponta ameaça nuclear crescente da Coreia do Norte e Rússia 'agressiva'
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar