05:19 24 Novembro 2017
Ouvir Rádio
    Da esquerda para a direita: corveta Steregushchy, contratorpedeiro Nastoichivy e fragata Admiral Gorshkov estão ancorados na base da frota russa em Baltiysk na região de Kaliningrado, na Rússia. 19 de julho de 2015.

    Chefe da inteligência alemã chama a Rússia de 'vizinho incômodo'

    © REUTERS/ Maxim Shemetov
    Mundo
    URL curta
    252602524

    O chefe do Serviço Federal de Inteligência da Alemanha, Bruno Kahl, avisou os seus parceiros ocidentais que fiquem prontos para responder uma "ameaça potencial" por parte da Rússia.

    "Para falar de forma sincera, a Rússia representa mais uma ameaça potencial, do que um parceiro na área de segurança", disse Kahl, segundo o jornal Süddeutsche Zeitung.

    O chefe da inteligência alemã afirmou que a Rússia, de volta na arena internacional, será um "vizinho incômodo". Ele alertou para o fato de "Moscou ter ampliado o espectro de ações no âmbito de sua política de segurança" e afirmou que "a ameaça representada pelos mísseis de curto alcance, localizados nos arredores de Kaliningrado, é real". 

    Em função disso, a proposta de Kahl ao Ocidente seria "equilibrar e conter" essa "ameaça". Por outro lado, o chefe do Serviço Federal de Inteligência da Alemanha destacou a necessidade de manter "relações estreitas" com a Rússia.

    Em março, Bruno Kahl declarou não ser possível excluir a possibilidade de interferência russa na campanha eleitoral alemã.

    Mais:

    Revista alemã reprova entrevista de seu chanceler ao RT; editora-chefe russa manda recado
    Chefe da diplomacia alemã critica sanções e uma nova 'era de gelo' entre Rússia e Ocidente
    'Como permitimos que isso acontecesse?': midía alemã fala da supremacia militar da Rússia
    Tags:
    inteligência, Serviço Federal de Inteligência da Alemanha, Bruno Kahl, Ocidente, Rússia, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik