15:28 24 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    516
    Nos siga no

    A Arábia Saudita emitiu um alerta aos seus cidadãos para evitar viagens ao Líbano e pediu o seu retorno imediato do país.

    "Recomendamos aos nossos cidadãos que vivem no Líbano a deixar o país imediatamente e abster-se de visitá-lo", informou o Ministério das Relações Exteriores da Arábia Saudita nesta quinta-feira (9).

    A declaração ocorre em meio à renúncia do ex-primeiro-ministro libanês, Saad Hariri, que ocupou o cargo de 2009 a 2011 e assumiu o posto novamente em novembro de 2016.

    A resignação de Hariri ocorreu depois do anúncio do ministro das Relações Exteriores saudita, Thamer Banhan, sobre estar esperando que o Líbano "atue para deter" o movimento Hezbollah – parte do governo do país – por representar ameaça à Arábia Saudita.

    Hariri, que foi primeiro-ministro do país entre 2009 e 2011 e assumiu o governo mais uma vez em 2016, no sábado (4), pediu afastamento das funções durante visita à Arábia Saudita por medo de ser assassinado como seu pai. Além disso, ele criticou o movimento xiita paramilitar e político Hezbollah no Líbano e acusou o Irã de estar tentando destruir a região.

    Mais:

    Autoridades libanesas afirmam que seu ex-premiê foi detido na Arábia Saudita
    Guerra se aproxima: Arábia Saudita tem o apoio dos EUA para desafiar o Irã, diz relatório
    Coalizão saudita remove bloqueio ao porto de Aden
    Arábia Saudita pede para Brasil diminuir produção de petróleo
    Tags:
    alerta, cidadãos, Hezbollah, Saad Hariri, Líbano, Arábia Saudita
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar