19:53 19 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Briefing with Russian Foreign Ministry Spokesperson Maria Zakharova

    Rússia 'dá o troco' e proíbe entrada de canadenses após mais sanções contra Moscou

    © Sputnik / Evgeni Odinokov
    Mundo
    URL curta
    33709

    Moscou reagiu de maneira "espelhada" à mais recente lista de sanções canadenses, decidindo proibir a entrada na Rússia a dezenas de canadenses. A informação foi divulgada pelo Ministério das Relações Exteriores da Rússia nesta sexta-feira (3).

    O Canadá impôs sanções na sexta-feira contra 30 russos que alegadamente estavam ligados a atos de corrupção envolvendo fraude fiscal descobertos por Sergei Magnitsky em 2008.

    Segundo a chancelaria do Canadá as medidas foram adotadas após a aprovação de uma lista negra, equivalente à "Lei Magnitsky", aprovada nos EUA.

    "Estamos obrigados a agir de forma 'espelhada'. Com base no princípio da reciprocidade, foi decidido proibir a entrada na Rússia para vários indivíduos canadenses", disse a representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, em nota divulgada no site da chancelaria. 

    Em dezembro de 2012, os EUA adotaram a "Lei Magnitsky". A lei prevê sanções pessoais em relação aos responsáveis pela proteção dos direitos humanos na Rússia. As autoridades russas, por sua vez, repetidamente declararam sobre a inadmissibilidade da politização do caso Magnitsky, referente ao empresário russo Sergei Magnitsky, morto em prisão russa em novembro de 2009. 

    Mais:

    Canadá adota novas sanções contra a Rússia
    EUA introduzem projeto de lei para impor sanções a militares do Mianmar
    Opinião: Estados Unidos têm boas razões para impor sanções contra China
    MRE russo: EUA provocam Irã de propósito ao impulsionar política de sanções
    Tags:
    entrada, direitos humanos, sanções, Sergei Magnitsky, Canadá, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar