03:14 16 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Militares do Mianmar desfilam durante parada militar em 27 de março de 2016 em Naypidaw

    EUA introduzem projeto de lei para impor sanções a militares do Mianmar

    © AP Photo/ Aung Shine Oo
    Mundo
    URL curta
    323

    Congressistas democratas e republicanos dos Estados Unidos introduziram um projeto de lei que tem como objetivo impor sanções e restrições de viagens a oficiais militares do Mianmar.

    A decisão foi tomada após o Departamento de Estado anunciar opções econômicas e uma lei de direitos humanos para os envolvidos na violência contra a minoria rohingya no país asiático.

    Recentemente, o chefe da diplomacia americana, Rex Tillerson, pediu ao líder militar Min Aung Hlaing para ajudar a acabar com a violência no estado de Rakhine, condenando, no entanto, o ataque de agosto, de insurgentes islâmicos, contra as forças de segurança na região.  

    A resposta desproporcional das autoridades a essa crise, segundo Patrick Murphy, vice-assistente do secretário, pode servir como um convite ao terrorismo internacional e exacerbar os desafios regionais. 

    Em setembro de 2016, o governo do então presidente Barack Obama anunciou a retirada de todas as sanções econômicas que os Estados Unidos haviam adotado contra Mianmar no passado. Pouco mais de um ano depois dessa histórica medida, as sanções podem a voltar à pauta das relações entre os dois países.

    Mais:

    Barco com 130 muçulmanos rohingya fugindo de Mianmar vira no golfo de Bengala
    Índia ataca insurgentes na fronteira com Mianmar
    Facebook é acusado de censurar posts de minoria que denuncia ataques do governo de Mianmar
    Como adversários da China podem se aproveitar da crise em Mianmar para atingi-la?
    Tags:
    sanções, rohingya, Patrick Murphy, Barack Obama, Min Aung Hlaing, Rex Tillerson, EUA, Estados Unidos, Mianmar
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik