23:09 29 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    201
    Nos siga no

    O presidente dos EUA, Donald Trump, ordenou a revelação de alguns documentos secretos relacionados ao assassinato do presidente John Kennedy, em 1963, mas segurou a divulgação de alguns para posterior revisão do FBI e da CIA.

    A decisão de Trump significava que o Arquivo Nacional lançaria mais de 2.800 documentos secretos. O presidente ordenou uma revisão de 180 dias para que as agências governamentais possam revisar os documentos remanescentes e justificar por que algum arquivo deve ser retido, se for o caso. 

    "O presidente Donald Trump ordenou a retenção pública temporária de informações até 26 de abril de 2018 para permitir que haja tempo suficiente para determinar se estas informaçõs são prejudiciais às operações militares, de defesa e de aplicação da lei", informou a Casa Branca nesta quinta-feira (26). 

    Foi destacado também que a parcela dos documentos considerados não prejudiciais para a segurança nacional dos EUA ainda será divulgada no final do dia.

    Mais:

    Trump permitirá que sejam abertos arquivos secretos sobre assassinato de Kennedy
    Ex-agente da KGB dá fatos nunca antes expostos sobre assassino de Kennedy
    Diário revela: Kennedy achava que Hitler sobreviveu à Segunda Guerra Mundial
    Tags:
    morte, arquivos secretos, Casa Branca, FBI, CIA, Donald Trump, John F. Kennedy, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar