08:50 26 Abril 2019
Ouvir Rádio
    Primeiro turno das eleições presidenciais francesas, seção eleitoral na capital francesa, 23 de abril de 2017

    Parece que jogo virou: para europeus, EUA são maiores influenciadores em eleições alheias

    © REUTERS / Christian Hartmann
    Mundo
    URL curta
    Sputnik-Opinião (30)
    4120

    Recentemente, a Rússia foi acusada de suposta interferência em eleições estrangeiras, nomeadamente as presidenciais nos EUA em 2016 e as na França. No entanto, os resultados da pesquisa do Sputnik-Opinião mostram que a maioria dos cidadãos da França, Alemanha, Polônia e Reino Unido, acreditam que são os EUA que influenciam nas eleições estrangeira.

    A enquete perguntou aos respondentes que países intervêm nas eleições de outros Estados levando em consideração influência econômica e política, bem como as capacidades de inteligência. As opções eram EUA, Rússia, União Europeia, outros países ou nenhum.

    De acordo com os resultados da pesquisa, mais de 40% da França (43%), Alemanha (41%) e Polônia (43%) acham que os Estados Unidos influenciam nas eleições de outros países. Quanto à Rússia, apenas 21% dos britânicos, 27% dos franceses, 28% dos alemães e 29% dos poloneses, respectivamente, acreditam que Moscou interfere nas eleições.

    Que países intervêm em outros Estados?
    © Sputnik /
    Que países intervêm em outros Estados?

    Vale ressaltar que o Reino Unido apresentou a maior porcentagem dos que culpam a União Europeia pela intervenção nas eleições de outros países — 18% dos entrevistados partilham tal opinião, comparados com 8% da França, 10% e 12% da Alemanha e Polônia, respectivamente.

    Segundo indicam os resultados da enquete, entre adultos (maiores de 35) há mais pessoas que acreditam que os EUA interferem nas eleições. Educação também tem importância na hora de tomar a decisão — pessoas com nível superior optaram pela opção dos EUA mais frequentemente do que as com baixo nível de formação.

    Se tomar em conta o sexo dos respondentes, na França, Alemanha e Polônia, mulheres mais do que homens indicaram os EUA.

    A enquete foi realizada pela empresa de opinião pública mais antiga da França, aIFop, para a Sputnik entre 20 e 27 de setembro de 2017. Da pesquisa participaram um total 3.228 respondentes maiores de 18 anos da França (807), Alemanha (803), Reino Unido (802) e Polônia (816). A amostra é representativa da população por sexo, idade e localização geográfica. A margem de erro é de aproximadamente 3,1%, com um nível de confiança de 95%.

    O que é a Sputnik-Opinião?

    É um projeto internacional de estudo da opinião pública que foi posto em prática a partir de janeiro de 2015. As conhecidas empresas Populus e IFop são parceiras do projeto. No quadro da Sputnik-Opinião (Sputnik.Polls) são realizadas regularmente pesquisas em vários países da Europa e dos EUA sobre temas sociais e políticos da atualidade.

    A Sputnik é uma agência de notícias e rádio com representações e redações multimídia em dezenas de países. A Sputnik inclui sites (34 ao todo), emissões de rádio analógicas e digitais, aplicativos para celular e páginas nas redes sociais.

    Conheça outras enquetes da Sputnik-Opinião

    Tema:
    Sputnik-Opinião (30)

    Mais:

    Hillary Clinton: Putin desejava minha derrota nas eleições presidenciais
    Snowden sabe quem esteve por trás de ciberataque contra Hillary Clinton
    Tags:
    enquete, Sputnik-Opinião, Sputnik.Polls, interferência estrangeira, eleições, opinião pública, Sputnik, Polônia, União Europeia, Alemanha, EUA, França, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar